Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Copa do Mundo

Edital de concessão do Maracanã sai na segunda-feira

O edital de licitação para a concessão do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, para a iniciativa privada será divulgado na próxima segunda-feira (22/10). A informação foi divulgada pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, durante lançamento da pedra fundamental das obras de construção de um hotel no Riocentro, onde ficará o centro de mídia da Copa do Mundo de 2014. De acordo com ele, o edital não é definitivo, porque ainda será submetido à consulta pública. “O edital pode ser alterado, mas tudo dentro dos prazos. Não podemos brincar com prazos.”

O governador disse acreditar que o contrato de concessão com a empresa vencedora será assinado no primeiro semestre do próximo ano. Segundo ele, o Maracanã passará a ser totalmente administrado pela iniciativa privada logo depois da Copa das Confederações, torneio preparatório para a Copa do Mundo, da Federação Internacional de Futebol (Fifa), que reunirá o Brasil, a Espanha e os campeões dos seis torneios de futebol continentais, em junho de 2013. “Sugiro que várias empresas participem [da licitação], porque o Maracanã é um equipamento que pode dar alta rentabilidade, menos pelo ingresso cobrado, mas sobretudo pelos atrativos que pode oferecer, como um local de entretenimento. Pode ser que [a empresa vencedora] assuma antes da Copa das Confederações, mas [durante a Copa] a administração tem que ser subordinada à Fifa”, ressaltou Cabral.

O governador disse que a empresa vencedora precisará pagar outorga para garantir a concessão do Maracanã. Ele não divulgou, no entanto, o valor que precisará ser pago nem se o montante cobrirá os custos da reforma — cerca de R$ 800 milhões, que está sendo feita na arena para a Copa do Mundo.

O governador reiterou que o prédio do Museu do Índio, vizinho ao Maracanã, já foi desapropriado e será demolido para melhorar o fluxo de entrada e saída de torcedores no estádio, exigência feita pela Fifa. “A Fifa exige um grau de mobilidade, como se encontra em qualquer estádio moderno do mundo, para a circulação de pessoas”, explicou. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 18 de outubro de 2012, 17h54

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/10/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.