Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

À MINGUA

Anadef critica falta de investimento na DPU paulista

A Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef) divulgou nota criticando a falta de investimentos na Defensoria Pública da União no estado de São Paulo e observando que os investimentos na Defensoria Pública estadual superam os da União naquela unidade federativa.

Segundo a nota, projeto encaminhado pelo governo de São Paulo à Assembleia Legislativa prevê a criação de 520 cargos de assistentes da Defensoria Pública estadual. Contudo, lamenta, a unidade da Defensoria Pública da União no estado está fechada há mais de dois meses por conta da falta de servidores.

A Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais também criticou a ausência de investimentos para a ampliação das DPU no país como um todo.“Alguns estados como São Paulo enxergam a importância da Defensoria Pública para o bem da população e trabalham para ampliar o número de atendimentos. Já o cenário nacional ainda está distante do ideal. Não temos sequer carreira de apoio como determina a legislação para atender todos os brasileiros que precisam da Defensoria Pública da União; isto sem contar que são apenas 481 Defensores Federais” , diz a nota assinada por Gabriel Faria Oliveira, presidente da Anadef.

Revista Consultor Jurídico, 2 de novembro de 2012, 13h49

Comentários de leitores

2 comentários

DPU é essencial para assistência jurídica gratuita adequada

Luiza de Almeida Leite (Funcionário público)

Caro Daniel conheça o trabalho realizado pela DPU antes de sair por aí criticando. A DPU realiza trabalho de relevante valor social, cumprindo o objetivo do constituite originário de reduzir as desigualdades sociais por meio da efetivação do direito fundamental de acesso à justiça. A DPU precisa ser urgentemente estruturada com mais defensores públicos para continuar realizando com qualidade a função que lhe foi atribuida pela Constituição Federal de 1988.

querem apenas usar os pobres para receberem verbas

daniel (Outros - Administrativa)

querem apenas usar os pobres para receberem verbas e ficam atuando em funções que nem são deles, ou atendendo pessoas que poderiam pagar advogados.
A Defensoria Federal é uma invenção sem pé nem cabeça.

Comentários encerrados em 10/11/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.