Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Campanha antecipada

Justiça Eleitoral recolhe jornais com fotos de Cabral

A juíza Ana Paula Pontes Cardoso, titular da 192ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro, determinou a apreensão de todos os exemplares do "A República-22", jornal oficial do PR, com as fotos do governador Sérgio Cabral (PMDB), acompanhado de três secretários de governo, durante viagens à Europa em companhia de empresários, entre eles Fernando Cavendish, ex-presidente da Delta, empreiteira envolvida nos escândalos com o empresário do ramo de jogos ilegais Carlinhos Cachoeira. As informações são do portal Terra.

Segundo a sentença da juíza, o jornal estaria fazendo campanha antecipada ao promover o PR em detrimento do PMDB.

Em seu blog, Anthony Garotinho classificou a ação como "arbitrária". Segundo ele, as acusações são infundadas, pois as imagens se tornaram públicas e já foram publicadas também em diversos outros veículos de imprensa.

"Não há uma linha sequer do jornal que faça qualquer propaganda ou peça votos. Todas as imagens mostradas no jornal são de domínio público e foram veiculadas em todos os principais jornais, revistas e emissoras de televisão do país, inclusive reproduzidas nos seus respectivos sites na internet", escreveu Garotinho em seu blog.

Garotinho também acusou o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) e o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (PMDB), a quem chamou de membros da "Gangue dos Guardanapos", de censura. Segundo o blog do deputado do PR, "na ânsia de atender o partido do governador e do prefeito, a juíza transformou sua decisão num mandado de busca de apreensão". 

Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2012, 16h12

Comentários de leitores

1 comentário

Censura pura e clássica.

Michael Howard (Técnico de Informática)

Não dá para ver isso como outra coisa que não seja censura.
Deve-se investigar quem pediu e quem atendeu a tal pedido de censura a um jornal com fotos, e devem responder por violar direito de expressão garantido pela constituição.
Se Cabral e amigos não gostam de fotos e comentários a seu respeito, que respondam também com fotos e comentários de Garotinho, que certamente tem muito a esconder também.

Comentários encerrados em 27/05/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.