Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tecnologia cidadã

TSE vai cadastrar um milhão de digitais em Curitiba

Hidrolândia (GO) - Os eleitores de 60 municípios utilizam a nova tecnologia das urnas biométricas, de identificação digital - Elza Fiúza/ABr

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski, lançou em Curitiba (PR) o recadastramento biométrico para identificar, por meio das digitais, mais de um milhão de eleitores na cidade. A previsão é que até o final do ano sejam cadastrados 10 milhões de eleitores em todo o país e em 2018 todo o eleitorado brasileiro, de 150 milhões de pessoas.

De acordo com o presidente, a biometria vai proporcionar um "salto qualitativo" para as eleições de 2012 mas também representará um "desafio muito grande" para a Justiça Eleitoral. Segundo ele, "em matéria de democracia, em matéria de tecnologia eleitoral, o Brasil pode ser considerado, sem dúvida nenhuma, um país de primeiro mundo".

Entre as vantagens apontadas pelo ministro sobre o recadastramento biométrico, está o avanço na prevenção de fraudes e o fato de que com um convênio entre o TSE e o Ministério da Justiça os eleitores cadastrados terão prioridade na obtenção da nova carteira de identidade, o chamado RIC – Registro de Identificação Civil.

Esse documento possui um chip com informações de cada cidadão e substituirá todos os documentos dos brasileiros como a carteira de identidade, a carteira de motorista, passaporte, título de eleitor, número da previdência social, número de identificação perante a Receita Federal, entre outros.

Em Curitiba, o recadastramento biométrico será feito por meio da Central de Atendimento ao Eleitor que tem capacidade para 500 eleitores sentados no local e um sistema de senhas com 150 guichês de atendimento. A meta é recadastrar cinco mil eleitores por dia.

Os eleitores curitibanos serão convocados pela ordem do mês de nascimento. Aqueles nascidos em janeiro e fevereiro, por exemplo, serão chamados para o recadastramento em abril. Já os que nasceram em março e abril serão recadastrados em maio e, os que nasceram em maio e junho serão convocados em junho. A partir daí, os eleitores que fazem aniversário naquele mês atual serão os recadastrados. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal Superior Eleitoral.

Revista Consultor Jurídico, 28 de março de 2011, 21h27

Comentários de leitores

2 comentários

Biometria.

Zerlottini (Outros)

Apenas duas cositas:
1. Quanto é que isso vai nos custar? Obviamente que o registro não será de graça! Neste país, NADA é de graça...
2. O Brasil só será país de primeiro mundo quando houver o REAL DIREITO DE VOTO, e não a maldita OBRIGATORIEDADE DE VOTO.
Não há de ser por causa de um dedão que isso aqui vai virar país de primeiro mundo.
Há que, primeiro, acabar com a impunidade; botar PELO MENOS 95% dos políticos na cadeia - e jogar a chave fora; acabar com as mordomias dos "parlamentares" (ainda hoje eu estava pensando: o senador "Suplício", quando passeou pelo senado de cueca por cima da calça, deveria estar querendo criar mais um 'auxílio': o 'auxílio cueca'). Quando isso acontecer, TALVEZ o Brasil consiga galgar um posto no TERCEIRO MUNDO!
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

DENUNCIA INTERNACIONAL

www.eyelegal.tk (Outros)

URGENTE: LIFESITENEWS.COM
.
Pastor brasileiro condenado à prisão por bater em filhas fica louco
.
AMAZONAS, Brasil, 28 de março de 2011 (Notícias Pró-Família) — Um pastor brasileiro da região do Amazonas ficou mentalmente doente depois de ser preso por bater em suas duas filhas, de acordo com reportagens dos meios de comunicação locais. Até recentemente, conforme noticiaram as reportagens, o pastor estava algemado a uma cama de hospital presidiário, onde ele era forçado até mesmo a fazer necessidade em frente dos funcionários.
.
http://juliosevero.blogspot.com/2011/03/pastor-brasileiro-condenado-prisao-por.html

Comentários encerrados em 05/04/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.