Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acusações e julgamento

Mubarak se declara inocente em audiência no Egito

Inocente. É assim que o ex-presidente do Egito Hosni Mubarak se declarou nesta quarta-feira (3/8), durante julgamento que aconteceu no Cairo, capital do país. Aos 83 anos, o ex-líder egípcio permaneceu por quase 30 anos no poder. Em 11 de fevereiro, ele renunciou ao cargo, após 18 dias de protestos populares contra o seu governo. As informações são da Agência Brasil.

Os dois filhos de Mubarak também se declararam inocentes das acusações de corrupção, de apropriação indébita e de ordenar a morte de manifestantes. Pela legislação do país, esse último crime pode ser punido com a pena de morte.

Desde o início da onda de protestos populares em diferentes países do Oriente Médio, o ex-presidente egípcio é o primeiro líder árabe a ir a julgamento. A segurança foi reforçada: cerca de três mil homens, entre soldados e policiais, foram convocados para manter a ordem no local do julgamento. Por questões de segurança, o local do julgamento foi transferido para a Academia de Polícia.

Desde abril, o ex-presidente estava hospitalizado na cidade de Sharm El Sheikh. Ele foi transportado de avião de Sharm El Sheikh para o Cairo e chegou ao tribunal de helicóptero.

Revista Consultor Jurídico, 3 de agosto de 2011, 15h37

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/08/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.