Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Administração pública

CCJ aprova prazo de prescrição de crimes

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania aprovou, na quarta-feira (26/5), proposta que unifica em 10 anos o prazo de prescrição de crimes contra administração pública, a partir do ato do ilícito. Aprovado em forma de substitutivo, o Projeto de Lei 537/03, do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), altera a Lei da Improbidade Administrativa 8.429/92, segundo a qual as ações podem ser propostas no prazo de cinco anos após o término do mandato ou do exercício do cargo em comissão ou de função de confiança. No caso de emprego público ou cargo efetivo, o prazo prescricional é determinado por lei específica.

O relator Álvaro Dias (PSDB-PR) argumenta que a legislação atual, ao remeter o tema 'prescrição' para leis aplicáveis aos diversos servidores acaba "estabelecendo grande diversidade dos prazos prescricionais concretos". Este é um problema atacado pelo projeto, sustenta ele, citando também a importância de se fixar o início da contagem pela data do ilícito. As informações são da Associação do Ministério Público do Paraná.

Revista Consultor Jurídico, 28 de maio de 2010, 13h08

Comentários de leitores

1 comentário

Mais uma maracutaia

Paulo RS Menezes (Funcionário público)

Ao fixar o inicio da contagem do tempo de prescrição pela data do ilícito, o que querem é deixar impunes crimes que forem descobertos tardiamente. A prescrição deveria ser contada a partir da denúncia ao judiciário.
"se o rolo for bem feito, num da nada".

Comentários encerrados em 05/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.