Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Procurador federal

AGU reabre inscrições de concurso público

A Advocacia-Geral da União reabriu as inscrições do concurso que oferece 111 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para o cargo de procurador federal de segunda categoria. O prazo termina na quarta-feira (24/2). A inscrição deve ser feita pelo site do Cesp. A taxa é de R$ 135.

Para participar do concurso, o candidato precisa ter inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil e comprovar, no mínimo, dois anos de experiência forense. O salário é de R$ 14.549,53. O concurso terá prova objetiva, provas discursivas, prova oral, avaliação de títulos, sindicância de vida pregressa e também avaliação em programa de formação.

As provas objetiva e discursiva serão aplicas no dias 27 e 28 de março. Os gabaritos oficiais preliminares da prova objetiva serão disponibilizados na internet, na página do Centro de Seleção e de promoção de Eventos (Cespe), da Universidade de Brasília, a partir do dia 30 de março. A previsão é que o resultado final e a convocação para a inscrição definitiva sejam publicados no Diário Oficial da União no dia 16 de abril.

Os aprovados poderão exercer o cargo por até três anos. Há a possibilidade de abrir vagas em mais estados. O edital prevê inicialmente vagas em algumas cidades do Acre, Amazonas, Amapá, Mato Grosso, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

Clique aqui, aqui e aqui para ler os editais.

Revista Consultor Jurídico, 19 de fevereiro de 2010, 7h47

Comentários de leitores

1 comentário

Erro no texto

Iorio D'Alessandri (Juiz Federal de 1ª. Instância)

Não tem nenhum sentido a frase "Os aprovados poderão exercer o cargo por até três anos": a ocupação do cargo pelos aprovados é definitiva até que se aposentem, faleçam, peçam exoneraçãou ou sejam demitidos.

Comentários encerrados em 27/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.