Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Busca e apreensão

PF cumpre mandados em sede do governo do DF

A Polícia Federal cumpriu 21 mandados de busca e apreensão, neste sábado (13/2), em Brasília. As 15 equipes da PF vistoriaram e recolheram computadores e documentos de 12 residências. A Polícia Federal não informou de quem são as casas em que foram cumpridos os mandados.

Também foram cumpridos mandados em quatro gabinetes do Palácio do Buriti, quatro do Buritinga, e o posto do Na Hora, localizado no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). Os dados foram divulgados esta tarde, na Superintendência Regional da PF em Brasília.

Em uma das casas, a Polícia informou ter apreendido US$ 2,6 mil e R$ 1 mil. Todo o material recolhido será analisado e deve fazer parte do inquérito nº 650, que investiga o suposto esquema de corrupção no alto escalão do governo do Distrito Federal.

Um dia antes, na sexta-feira (12/2), o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, decidiu manter a prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. A prisão dele e mais cinco foi decretada na quinta-feira (11/2) pela Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça. Eles são acusados de tentar subornar o jornalista Edson Sombra, testemunha do esquema de corrupção que atingiu o governo do Distrito Federal, empresários e deputados distritais. Com informações do Correio Braziliense

Revista Consultor Jurídico, 13 de fevereiro de 2010, 18h52

Comentários de leitores

1 comentário

Seria um recado ao Min. Gilmar Mendes ? ? ? ?

Ricardo, aposentado (Outros)

Engraçada a frase ao final da decisão, como segue: "...3. Indefiro a liminar. Outrora houve dias natalinos. Hoje avizinha-se a festa pagã do carnaval. Que não se repita a autofagia...."
Estaria o Min. Marco Aurélio provocando o Min. Gilkmar Mendes, em razão do deferimento de liminar por parte do Gilmar Mendes próximo as comemorações do Natal de 2009 ? ? ?

Comentários encerrados em 21/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.