Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Agentes e oficiais

Defensoria de SP empossa mais de 200 profissionais

A cerimônia de posse de 73 agentes e 156 oficiais da Defensoria Pública do Estado de São Paulo acontece na próxima segunda-feira (12/4). O evento está marcado para às 9h, no auditório do Memorial da América Latina. Os profissionais foram aprovados no concurso público promovido pela Defensoria.

Os agentes irão atuar em diversos órgãos como a área de comunicação, computação, administração, nos centros multidisciplinares e núcleos especializados. Já os oficiais irão trabalhar em atividades de apoio administrativo e técnico nas áreas de atuação da Defensoria, nas unidades espalhadas pelo estado e também nos diversos órgãos que compõem a instituição.

Com a posse dos novos servidores, o quadro de apoio da Defensoria Pública estará completo e não há previsão para abertura de novos concursos.

Clique aqui e confira a lista dos profissionais que tomarão posse.

Revista Consultor Jurídico, 8 de abril de 2010, 5h39

Comentários de leitores

2 comentários

querem monopólio de pobre.....

daniel (Outros - Administrativa)

Ninguém se preocupa em definir quem seria o carente. Apenas querem usar este conceito para ter monopólio, muitos supostos carentes poderiam pagar um advogado privado através de cartão de crédito ou mediante plano de assistência jurídica.

UM VIVA AO PARANÁ!!!!!!

vinicius (Advogado Autônomo - Civil)

Lamentavelmente, diferente de SP os governantes paranaenses descumprem a tempos a Constituição Federal não estruturando a Defensoria Pública do Estado, deixando abandonada a população carente que necessita de assistencia jurídica.
E a conta sobra para os advogados particulares, que se veem obrigados (por lei) a aceitar as nomeações judiciais para defesa dos carentes, SEM contraprestação do Estado.
Para eventual recebimento os advogados tem que cobrar pelo serviço prestado em intermináveis ações contra o Estado do Paraná, que neste caso é pronto em procrastinar os feitos, utilizar-se de recursos intermináveis, da chicana processual e da festa dos precatórios, para dar o calote então nos advogados.
E tudo continua como antes.....

Comentários encerrados em 16/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.