Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Exame de Ordem

Só 38,7% dos inscritos passaram na primeira fase

Por 

Só 38,7% dos candidatos inscritos no último Exame de Ordem vão fazer a segunda fase, marcada para o dia 25 de outubro. Dos 70 mil candidatos, 27 mil foram aprovados na primeira fase. O estado com o maior índice de aprovação foi o Ceará, com 54,3%, seguido de Sergipe (50,6%), Piauí (48,5%), Distrito Federal (47,8%) e Paraíba (45,6%). A prova foi feita no dia 13 de setembro. A lista de aprovados pode ser vista aqui 

O Amazonas foi o estado que teve a pior avaliação. Dos 827 candidatos que se inscreveram, somente 28,7%, ou 237 pessoas, seguirão para a próxima fase.São Paulo, o estado com o maior número de inscrições, 18 mil, aprovou somente 5,6 mil, o que representa 31,4% dos candidatos e deixa São Paulo perto da última colocação. Minas Gerais foi o único estado que não participou do processo unificado. 

Aqueles que foram aprovados vão fazer a segunda fase, que inclui redação de peça jurídica e cinco questões práticas sobre uma das seguintes áreas: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Direito Empresarial, Direito Penal ou Direito Tributário. A nota mínima para aprovação na próxima fase é seis.

Exame de Ordem - tabela interna - Jeferson Heroico

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 26 de setembro de 2009, 6h18

Comentários de leitores

3 comentários

SERÁ QUE A CULPA É DO EXAME DA ORDEM??

Mario Lopes (Advogado Autônomo)

A cada dia que passa, chego a uma conclusão muito triste: As nossas faculdades de Direito são péssimas; uma vez que se de 100 questões, sobre matérias que foram estudadas durante CINCO ANOS, os alunos não conseguem acertar 50, para classificação para a 2ª fase...
SERÁ QUE A CULPA É DO EXAME DA ORDEM??

Exame da OAB é mal elaborado........

daniel (Outros - Administrativa)

Exame da OAB é mal elaborado, acaba por impedir os avanços do ensino jurídico e fica apenas na decoreba. Matérias importantes e atuais náo sáo cobradas, e o foco da OAB é o judicialismo mitológico.

Só 38,7%?

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Talvez os reprovados tenham "um justo motivo", conforme a alternativa correta da QUESTÃO 1 (São consideradas condutas incompatíveis com a advocacia a prática reiterada de jogo de azar não autorizado por lei e a embriaguez habitual sem justo motivo.). Jogo de azar e embriaguez tem tudo a ver com Exame de Ordem. É um jogo de azar autorizado por Lei e a embriaguez, seja física ou psicológica, no caso, é "com justo motivo". Como se vê, a OAB usou o Exame de Ordem para liberar geral. Nada de Lei Seca para os Doutores.

Comentários encerrados em 04/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.