Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Livre circulação

Olinda não pode impedir entrada de táxis de Recife, diz juiz

Os táxis de Recife poderão circular livremente no município de Olinda durante o período carnavalesco. A decisão foi tomada, na quinta-feira (31/1), pelo juiz Frederico José Torres Galindo, da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Olinda. Ele analisou Ação Civil Pública do Ministério Público.

O MP pretendia impedir os bloqueios aos táxis de Recife por parte da prefeitura de Olinda. O bloqueio teria início a partir desta sexta-feira (1º/2) e terminaria só no fim do carnaval.

O juiz afirmou que os municípios podem até promover interdições de vias públicas desde que assim exija o interesse público. Contudo, tais restrições ao direito de livre circulação devem ter suporte evidente no interesse público e não devem ter nenhum caráter discriminatório.

Ele também determinou que o município de Olinda se abstenha de efetivar bloqueios que impeçam o acesso de táxis de outros municípios às vias públicas daquela cidade. O município de Olinda terá de pagar multa de R$ 10 mil por descumprimento.

Revista Consultor Jurídico, 5 de fevereiro de 2008, 0h01

Comentários de leitores

2 comentários

Consultor Zito, O direito de ir e vir está pre...

Jaderbal (Advogado Autônomo)

Consultor Zito, O direito de ir e vir está previsto no art. 5º, inciso XV, da Constituição. O táxi nada mais é do que um carro alugado com motorista. Quem o contrata pode conduzi-lo a qualquer lugar, até ao exterior, pois a lei não proíbe sua circulação, assim como qualquer outro veículo emplacado em qualquer cidade (CF, art. 5º, II). A hipótese dos ônibus, levantada por V. Sa., é diferente pois, geralmente, trata-se de concessão de serviço de transporte público, feita para determinado percurso.

Doutro Ministério Público, aonde esta escrito a...

Zito (Consultor)

Doutro Ministério Público, aonde esta escrito a proibição na Carta Magna o direito de ir e vir. O usuário do sistema de transportes particular (Táxi) não pode adentrar no Município. Então, os ônibus de outro unidade federativa, também não pode circular que qualquer município. Bela decisão.

Comentários encerrados em 13/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.