Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Memória indesejada

Justiça garante exibição do filme 2 Filhos de Francisco

A ex-mulher do cantor Luciano, da dupla Zezé de Camargo e Luciano, não conseguiu derrubar decisão da Justiça de Goiás que permite a exibição do filme 2 Filhos de Francisco. A decisão é da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Goiás. Cabe recurso.

Antônia Loiola Costa, conhecida como Cléo Camargo, entrou na Justiça para suspender a exibição do filme. Ela é cantora evangélica e diz que viu sua agenda de compromissos ser esvaziada, do dia para a noite, após o lançamento do longa que retrata, em imagens, parte do seu relacionamento sexual com o cantor. Cléo Camargo também afirma que seu relacionamento com o ex-marido é retratado de forma “inverídica” no longa-metragem, distorcendo a realidade.

O pedido já havia sido negado pela 11ª Vara Cível de Goiânia e a decisão confirmada, em liminar, pelo desembargador João de Almeida Branco. Na época, Almeida Branco entendeu que, para conferir efeito suspensivo ao Agravo de Instrumento, são necessários o relevante fundamento e a possibilidade de ocorrer lesão grave ou de difícil reparação, o que não ocorre no caso.

“Tais requisitos, devem ser demonstrados de plano, de forma inequívoca, de maneira que o julgador não tenha dúvidas quanto a viabilidade de se conferir efeito suspensivo ativo ao recurso. Antevejo nesse momento os pressuspostos autorizadores da medida: o fumus boni iuris (fumaça do bom direito) e periculum in mora (perigo na demora)”, concluiu.

A liminar acabou confirmada pela 4ª Câmara Cível do Tribunal de Goiás. A defesa de Cléo Camargo processa Luciano, a Conspiração Filmes, Globo Filmes, Columbia Tristar Filmes do Brazil e ZCL Produções Artísticas.

Revista Consultor Jurídico, 19 de janeiro de 2006, 18h58

Comentários de leitores

1 comentário

Este é o reflexo, e o respaldo que o judiciário...

José Antônio `Paiva da Silva (Estudante de Direito)

Este é o reflexo, e o respaldo que o judiciário deve dar ás pessoas que querem ganhar dinheiro facil,basta alguem começar a fazer sucesso, e pronto "surgem" os (a) oportunistas

Comentários encerrados em 27/01/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.