Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Instalações comprometidas

Internos da Febem-SP serão transferidos para penitenciária

Por 

Por conta das péssimas condições das instalações em conseqüência das rebeliões desta semana na Febem do Tatuapé, em São Paulo, 131 adolescentes devem ser transferidos para a Penitenciária Feminina do Tatuapé, que fica em anexo. A decisão é do corregedor geral do Tribunal de Justiça de São Paulo, Gilberto Passos de Freitas que aceitou o pedido da presidente da Febem, Berenice Maria Gianella, nesta sexta-feira (7/4).

O corregedor-geral aceitou o pedido da presidente da Febem mas entendeu que essa situação deve ser considerada como emergencial. Por isso, os internos devem ficar na prisão até o dia 31 de setembro, no máximo, já que devem ficar prontas novas unidades da Febem no interior do estado e na capital. A corregedoria geral da Justiça também fará visitas correcionais para verificar e acompanhar os internados na penitenciária.

Para Berenice, as instalações do jeito que estão “não oferecem qualquer condição de permanência com um mínimo de dignidade para os jovens lá internados”. A presidente da Febem também alegou que haveria dificuldade de acomodar os jovens em outras unidades da Febem e que seria melhor se eles fossem acomodados na penitenciária feminina que foi desocupada e parcialmente reformada.

O corregedor-geral de Justiça aprovou o parecer do juiz auxiliar da corregedoria, Reinaldo Cintra Torres de Carvalho, que na manhã desta sexta-feira vistoriou a situação física das unidades e da penitenciária. Segundo o parecer do juiz “a situação dos jovens nas unidades é absolutamente inaceitável, uma vez que se encontram fechados nas celas, sem colchões ou mesmo vestimentas.”

O parecer do juiz também citou decisão de 2005 do desembargador José Mario Antonio Cardinale que autorizou a transferência de jovens adultos para a Penitenciária de Tupi Paulista. O juiz acrescentou que o caso atual se difere da decisão do ano passado porque os jovens que serão transferidos para a penitenciária feminina não têm mais de 18 anos e que a prisão não é nova. Mas diz que a contenção dos jovens será feita pelos funcionários da Febem e não da Secretaria de Administração Penitenciária, como ocorreu no caso anterior.

 é repórter do jornal DCI.

Revista Consultor Jurídico, 7 de abril de 2006, 20h15

Comentários de leitores

2 comentários

Febem atual é o resultado de 12 anos de (des)go...

Armando do Prado (Professor)

Febem atual é o resultado de 12 anos de (des)governo dos tucanos. É assim que eles costumam trabalhar a questão social.

O caso da Febem é um bom exemplo da "excelência...

Comentarista (Outros)

O caso da Febem é um bom exemplo da "excelência administrativa" do governo do Geraldinho no Estado de São Paulo. Para quem quiser, e tiver coragem de apostar, é só voltar no picolé de chuchu e esperar quatro anos para ver - e sentir na pele - o que ele é capaz de fazer como presidente da república. Por essas e outras é que o Lulinha certamente será reeleito no primeiro turno, por que, na pior das hipóteses, ele é engraçado e nos faz rir.

Comentários encerrados em 15/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.