Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dia do advogado

5 de novembro é o verdadeiro dia do verdadeiro advogado

Por 

Hoje, 5 de novembro, é a data em que nasceu, em 1893, Heráclito Fontoura Sobral Pinto, o maior Advogado que este país já teve. Por coincidência, nesse mesmo 5 de novembro, em 1849, nasceu outro grande Advogado, Rui Barbosa, que mais se destacou como político e escritor.

Por isso mesmo, nós Advogados devemos comemorar HOJE o DIA DO ADVOGADO e não em 11 de agosto, data que acabou ficando consagrada no calendário, pela instalação dos cursos jurídicos, então destinados à elite escravista e colonialista que explorava nosso País. Afinal, nunca é demais lembrar que Faculdade de Direito não forma Advogados, mas bacharéis.

Hoje, mais do que nunca, isso tem grande relevância, especialmente pelo fato de que muitos jovens já entram na Faculdade apenas para prestar um concurso, mesmo que não possam imaginar para quê. Isto é: não querem saber de Direito, de Justiça (instituição em fase de extinção no Brasil) mas apenas da sobrevivência, de preferência num emprego estável, onde trabalhem pouco, ganhem bem e se aposentem logo...

SOBRAL PINTO não foi UM Advogado! Foi O Advogado! Sua biografia deveria ser estudada como matéria obrigatória em todas as escolas e principalmente nas Faculdades de Direito. Mais ainda, nos cursos preparatórios aos concursos jurídicos que os jovens pretendem prestar.

Todos deveriam saber que SOBRAL PINTO procurou a União Internacional Protetora dos Animais para reclamar contra as torturas que um seu cliente estava sofrendo, quando preso pela ditadura de Getúlio Vargas, um ditador abominável como todos os ditadores são. E que esse cliente, ateu e comunista, estava sendo defendido gratuitamente por um católico fervoroso!

Todos deveriam saber que SOBRAL PINTO recusou ser nomeado Ministro do Supremo Tribunal Federal, mesmo vivendo em grandes dificuldades financeiras, porque simplesmente queria ser Advogado. E que essa nomeação era o reconhecimento do Presidente Juscelino Kubitscheck pela defesa intransigente que SOBRAL PINTO fizera da legalidade da sua posse, justamente quando os golpistas sempre de plantão queriam mais uma vez fraudar a vontade do Povo manifestada nas urnas. E que essa defesa foi exercida pela imprensa, sem qualquer pagamento, apenas como uma manifestação de um verdadeiro Advogado que não se cala diante da iniqüidade!

Vejam que diferença! SOBRAL PINTO, por amor à Advocacia e por princípio ético (outra coisa que já está em fase de extinção no País do mensalão) recusa ser Ministro do STF, enquanto hoje advogados que se dizem bem sucedidos, com títulos de mestres e doutores, quase se matam a pauladas para, através do tal “quinto constitucional”, se tornarem juizes de um Tribunal...

Como Advogado, SOBRAL PINTO foi Conselheiro Federal da OAB. Mas foi Conselheiro mesmo, desses que trabalham e possuem conselhos a dar, não daqueles que nunca aparecem nas reuniões, que usam o cargo apenas para auto-promoção, ou mesmo para incrementar currículo vazio ou carreira medíocre...

Todos deveriam saber que SOBRAL PINTO nasceu em Barbacena, Minas Gerais, filho de um agente de estação da Estrada de Ferro Central do Brasil, Ou seja: não era de família abastada, nem seus ancestrais eram magistrados ou pertenciam ao que se convencionou chamar de “elite”. Desde sua adolescência trabalhou e estudou. Enfim, não era um “filhinho de papai”, desses que vivem de mesada, estudam nas melhores escolas e depois viram “doutores” diante dos idiotas que se imaginam a eles inferiores...

Quando hoje muitos imaginam que fazer “sucesso” é ganhar dinheiro, é exibir-se, é ter contas no exterior, sentar no banco de trás do carro para não se misturar com o motorista e outras besteiras, é bom sabermos que o maior Advogado do Brasil, SOBRAL PINTO, não deixou herança, viveu com dificuldade, porque nunca vendeu seus ideais, nunca alugou sua alma, nunca prostituiu sua inteligência jurídica...

Num País como o nosso, onde “celebridades” são fabricadas a cada dia pela mídia , onde “reis” e “deusas” são admirados pelo volume dos glúteos ou pela quantidade de escândalos que conseguem “estrelar”, precisamos, com muita urgência, mostrar a todos que já tivemos e ainda temos pessoas como SOBRAL PINTO.

Em lugar de comemorarmos o DIA DO ADVOGADO em 11 de agosto, já está na hora de mudarmos a data.

VIVA 5 DE NOVEMBRO, O VERDADEIRO DIA DO ADVOGADO OU O DIA DO VERDADEIRO ADVOGADO!

 é advogado tributarista e jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 4 de novembro de 2005, 21h58

Comentários de leitores

8 comentários

Na presteza de homenagear, esse que com galardã...

Dr. Alexandro.M.Oliveira - Advogado (Advogado Sócio de Escritório)

Na presteza de homenagear, esse que com galardão ganhou o mérito de sua vida digna e humanitária, fez menção a meio jurídico em geral, mas certamente não degradou e nem ofendeu nenhuma profissão ou pessoa que aqui foi intitulada, usou na verdade o sentimento poético de escritor para poder alcançar a realidade dos dias de hoje. Ao Autor desta obra parabêns pela esplanação perfeita.

Saudações ao sempre muito lúcido Dr. Raul Haida...

Marcelo Augusto Pedromônico (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

Saudações ao sempre muito lúcido Dr. Raul Haidar.

E tudo se resume na Ética...

Paulo Fonseca (Advogado Autônomo)

E tudo se resume na Ética...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 12/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.