Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Papel do juiz

Juízes do trabalho discutem em Pernambuco papel social do juiz

Os juízes do trabalho de Pernambuco participam, de quarta-feira (6/4) a sábado (10/4), do XIV Encontro de Magistrados do Trabalho. Entre os palestrantes estão Dalmo Dallari, Estevão Mallet, José Afonso Dallegrave Neto e Agostinho Ramalho Neto. Eles abordarão temas como reforma do Judiciário, a nova competência da Justiça do Trabalho e o papel do juiz como agente de transformação social.

O encontro acontece no Hotel Blue Tree Park, no Cabo de Santo Agostinho -- litoral Sul do estado -- e tem como tema principal o papel social do juiz. Mais de cem juízes já confirmaram a presença.

A palestra de abertura será na quarta-feira, às 19h, com o professor Dalmo Dallari. Ele enfocará "O poder dos juízes". Na ocasião, haverá apresentação artística do poeta Jessier Quirino.

Para o presidente da Amatra 6, Edmilson Alves, "com a recente reforma do Judiciário e a conseqüente ampliação de competência da Justiça do Trabalho”, é preciso preparação “para as novas demandas” do ponto de vista técnico e de “infraestrutura disponível".

A reforma do Judiciário e a nova competência da Justiça do Trabalho é exatamente o assunto, do primeiro painel da quinta-feira, a ser abordado pelos juízes Edilton Meireles, da Bahia e Reginaldo Melhado, do Paraná. A segunda palestra do dia será sobre "Ativismo Judicial e Cidadania", com Agostinho Ramalho Marques Neto.

Na sexta-feira, o juiz Flávio Dino, do Distrito Federal, e o advogado José Afonso Dallegrave Neto debaterão "O juiz como agente de transformação social". O juiz do trabalho Rodolfo Pamplona fará palestra a respeito do "Direito do Trabalho e Direitos da Personalidade". A conferência de encerramento, no sábado, às 17 horas, será do professor e advogado Estêvão Mallet.

Revista Consultor Jurídico, 5 de abril de 2005, 17h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/04/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.