Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Rodada de negociações

TJ paulista aumenta proposta de reajuste a servidores do Judiciário

Por 

A rodada de negociações para por fim à greve dos servidores do Judiciário de São Paulo entrou num impasse no final da tarde desta segunda-feira (20/9). O Tribunal de Justiça ofereceu reajuste de 17% sobre a gratificação judiciária para os servidores. Ou seja, dois pontos percentuais a mais que a proposta anterior.

As lideranças da greve não ficaram satisfeitas e a negociação, já retomada, foi suspensa por algumas horas. A categoria reivindica 26,39% de reajuste salarial a partir de setembro.

A nova proposta foi apresentada pelos desembargadores Walter Guilherme, Demóstenes Braga e Ribeiro dos Santos. A expectativa era de que as negociações avançassem, as propostas se tornassem mais flexíveis e as duas partes entrassem num acordo pondo fim à paralisação.

No início de agosto, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Elias Tâmbara, ofereceu reajuste de 15% sobre a gratificação judiciária dos servidores. A proposta condicionava o aumento à volta imediata dos grevistas ao trabalho.

As entidades representativas das diversas categorias reclamavam reposição salarial de 39,19%, retroativa a março. As duas partes evoluíram em suas propostas, depois que o Plenário do TJ apresentou o índice de 26,39%, que dependeria de projeto de lei encaminhado à Assembléia Legislativa.

A greve já é a maior da história do Judiciário paulista e completou 84 dias. A paralisação impediu o trâmite de cerca de 12 milhões de processos, só na primeira instância, e suspendeu 400 mil audiências.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 20 de setembro de 2004, 19h18

Comentários de leitores

41 comentários

Jurista - alto nivel advogado de banca de reno...

Jose Carlos Moreira (Advogado Assalariado - Administrativa)

Jurista - alto nivel advogado de banca de renome - consultor advogado - profissional liberal advogado criminalista - aqui começa o nivel de miseria humana advogado de porta de cadeia - quinta categoria advogado dono de imobiliaria - o mais baixo nivel da carreira - escória... brincadeirinha tá rs em homenagem a alguns baderneiros virtuais que aqui graçam..

JC MOREIRA: Até onde se sabe, ameaças covardes ...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

JC MOREIRA: Até onde se sabe, ameaças covardes é expedienete de BANDIDO IDIOTA e ODIOSO! Pelo seu estilo "delinqüente" não é difícil perceber que você é da mesma laia!!! Veja-se o absurdo! Como você tem 24 horas de ócio à disposição,portanto, tem um tempão danado para escrever bobagens, e o pior, nós contribuintes pagando o pato, quer dizer, os seus INJUSTOS vencimentos. Sabe de uma coisa sangue-suga do jurisdicionado, vou aguardar a sua DEMISSÃO a bem do serviço público. E aí sim, vamos comemorar a 1.000 km de distância.

JC MOREIRA e ZEUS: A mais nova dupla de delinqü...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

JC MOREIRA e ZEUS: A mais nova dupla de delinqüentes virtuais! Pelas bandidas manifestações, não é muito difícil compreender porque o TJ SP é capenga. Êta nivelzinho brabo de serventia! A propósito JC MOREIRA: como você encontra-se 24 horas ocioso, que tal pesquisar o "pai dos burros"(Aurélio, ele mesmo!), e verá que quem fala bobagens e comete acrasias é você mesmo vampiro do contribuinte e jurisdicionado!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 28/09/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.