Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sob suspeita

CPI aprova quebra de sigilo de funcionários do Carrefour

A CPI Mista do Roubo de Cargas aprovou a quebra de sigilo bancário, fiscal e telefônico de cinco funcionários do hipermercado Carrefour e de outras duas empresas que comercializam telefones celulares.

Os parlamentares ouviram o diretor de assuntos corporativos da empresa, João Carlos Figueiredo, antes de aprovar o requerimento. Em seu depoimento, o diretor que vai investigar as denúncias, recebidas pela CPI, de receptação de mercadorias roubadas em filiais da empresa, em Brasília e São José dos Campos.

O diretor do Carrefour afirmou que só não conseguiu evitar a venda dos aparelhos para os consumidores a tempo porque a empresa Ericsson não registrou ocorrência policial, impedindo a identificação das mercadorias.

O relator da CPI, deputado Oscar Andrade (PL-RO), disse que a Comissão vai cobrar a responsabilidade civil do Carrefour nos episódios.

Revista Consultor Jurídico, 14 de março de 2002.

Revista Consultor Jurídico, 14 de março de 2002, 14h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/03/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.