Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Protesto na Sapucaí

Entidade quer que fotógrafos boicotem Luma de Oliveira na Sapucaí

A Associação Profissional dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro divulgou nota pedindo que os profissionais não fotografem a modelo Luma de Oliveira no desfile da Escola de Samba Viradouro. A modelo é a rainha da bateria da escola.

O boicote seria um protesto contra a ação que Luma está movendo contra o fotojornalista Wilton Júnior por causa de uma foto tirada durante um ensaio da Viradouro. Segundo a modelo, o fotógrafo se jogou no chão e a fotografou de baixo para cima. Ela disse que o profissional a deixou em "situação vulnerável".

Ao defender o fotógrafo, a entidade alega que o profissional "só fez registrar um fato em local público, de acordo com sua atividade profissional".

Veja a íntegra da nota

A Associação Profissional dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro repudia a atitude da empresária Luma de Oliveira ao processar o fotojornalista Wilton Júnior com base no artigo 22 da Lei de Imprensa.

O profissional da imagem só fez registrar um fato em local público, de acordo com sua atividade profissional. A sra. Luma de Oliveira, ex-modelo e atriz e atual madrinha da bateria da Escola de Samba Unidos do Viradouro, é uma figura pública que usufruiu da divulgação de sua imagem pela mídia na construção de sua carreira.

Como protesto, a Arfoc-Rio convoca os profissionais de imagem a não registrarem a passagem da sra. Luma de Oliveira pela Passarela do Samba à frente da Escola de Samba Viradouro.

Alberto Jacob Filho

Presidente da Arfoc-Rio

Revista Consultor Jurídico, 31 de janeiro de 2002, 12h53

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/02/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.