Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Violência em supermercado

Carrefour é condenado a indenizar consumidor agredido por funcionários

O Carrefour foi condenado a indenizar em 200 salários mínimos (R$ 36 mil) um consumidor, espancado por quatro seguranças do supermercado. A decisão é da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. O consumidor alega que "foi acusado de furto, derrubado ao chão, levado ao estacionamento, imobilizado e chutado por funcionários".

Segundo a defesa do supermercado, o cliente "foi abordado de maneira delicada e gentil por um fiscal, após haver consumido alimento no interior da loja". O Carrefour alega, ainda, que ele reagiu com agressões. Por isso, foi imobilizado.

A desembargadora do TJ-RS, Rejane Maria Dias de Castro Bins, observou que "a versão de consumo de mercadoria não foi provada e nem sequer registrada". Ela definiu a atitude dos prepostos do Carrefour como "investida contra o direito alheio".

Emerson tinha ido ao supermercado para buscar sua mãe, que estava fazendo compras. Para encontrá-la, começou a caminhar nos corredores da loja, quando foi interceptado pelos seguranças. "O fato foi muito grave, assumindo proporções não apenas morais, mas também de injúria física" - conclui o acórdão.

Processo nº 70002-512.382

Revista Consultor Jurídico, 21 de setembro de 2001, 15h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/09/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.