Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tratamento facial

Paciente lesionada em tratamento facial deve ser indenizada

Por 

A paciente que fez tratamento facial com peeling químico e que obteve resultado negativo deve ser indenizada por médica responsável. A decisão é da Décima Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ao julgar Embargos Infringentes contra decisão do próprio Tribunal. A paciente entrou com ação contra a médica por danos morais e materiais.

A ação foi julgada improcedente em primeira instância. Inconformada a paciente entrou com recurso no TJ-RJ, que acatou o pedido da autora por dois votos a um. A médica recorreu da decisão sem sucesso. Ela alegou que a cliente havia se exposto ao sol depois do tratamento, o que teria causado a infecção em sua pele e, conseqüentemente, as cicatrizes.

O relator do processo, desembargador Galdino Siqueira Netto, entendeu que, "as lesões, subseqüentes ao tratamento, resultaram da má aplicação do ácido, que foi utilizado pela ré, para o denominado peeling químico, estando evidentes a negligência e a imperícia na sua atuação, impõe-se o acolhimento do pedido de ressarcimento".

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2001, 19h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/11/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.