Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem esportiva

Malcolm Montgomery perde processo que movia contra Época

Por 

O médico ginecologista Malcolm Montgomery, ex-marido da atriz Myla Cristie, perdeu ação que movia contra a revista Época e o colunista Tutty Vasques. Montgomery considerou que a nota publicada pelo jornalista dificultaria suas atividades profissionais. Por essa razão pediu indenização.

Na ocasião, março de 2000, Tutty perguntava: "Quem deixaria sua mulher ir a um ginecologista chamado M.M.?" No texto, Tutty dizia ainda, "que tinha experiência por ser casado com a atriz Myla Cristie e que havia ajudado o ator, Maurício Mattar, a se livrar de drogas, além de participações em programas de TV para falar de sexo".

O juiz da 4ª Vara Cível do Foro Regional em São Paulo, Pedro Paulo Maillet Preuss, julgou improcedente o pedido do médico, afirmando que a coluna de Tutty Vasques relatava apenas a existência de nome incomum para o meio médico. O juiz em sua decisão ainda concluiu que "sobre a total ausência de menosprezo pode ser extraída do próprio artigo ou nota que, em sua continuação acaba por justamente enaltecer as qualidades e atributos profissionais do autor".

Essa foi a argumentação do advogado Luiz Camargo Aranha Neto, do escritório Camargo Aranha Advogados Associados, "Malcolm é pessoa de destaque na sociedade e portanto pode ser considerado personalidade pública, autor de conhecidos livros, ex-marido de atriz conhecida, participando de vários programas de televisão". Aranha ainda comentou: "Não posso crer que o artigo na coluna de humor, abordando temas de conhecimento comum, tenha trazido tantos prejuízos à vida do médico".

 é repórter da Revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 16 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/02/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.