Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Briga salarial

Editores do mesmo jornal podem ter salários diferentes, diz TST.

A equiparação entre salários de editores de um mesmo jornal é indevida. O entendimento é da Subseção I, da Seção Especializada em Dissídios Individuais, do Tribunal Superior do Trabalho, ao julgar o recurso de um jornalista do Zero Hora, do Rio Grande do Sul. O jornalista pedia equiparação salarial entre a editoria de esportes e de assuntos gerais.

De acordo com o relator, ministro Vantuil Abdala, para o princípio de isonomia salarial não se considera trabalho igual o executado por repórteres em áreas de especialização diferentes.

"Não é o título do cargo, mas as atribuições concretas e o interesse do jornal, que precisam ser levados em consideração".

Segundo o TST, o jornal é responsável por avaliar qual é a seção mais importante e se deve ou não pagar mais para uma ou outra editoria.

Processo nº TST-E-RR-342.408/97.9

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/02/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.