Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sonho realizado

Garoto que sonha em trabalhar na Nasa ganha computador do STJ

Um garoto de 11 anos do interior de Pernambuco queria ter um computador, mas seus pais não tinham condições para comprá-lo. Então, resolveu escrever uma carta para a Polícia Federal pedindo uma doação de computador que foi apreendido em contrabando. Mas a PF disse que só poderia efetuar doações com a autorização da Justiça. O garoto resolveu escrever ao Superior Tribunal de Justiça.

Resultado: um grupo de servidores do STJ e o presidente, ministro Paulo Costa Leite, se sensibilizaram com a história do garoto que sonha em trabalhar na Nasa. Decidiram doar o computador e uma impressora para ele. A entrega para Luiz Gustavo Cristóvão Silva será feita na sexta-feira (24/8), às 10h, na sede do tribunal.

O menino, que cursa a 5ª série do primeiro grau, contou que quer ser engenheiro eletrônico. Disse que iniciaria, em poucos dias, um curso de informática no Sebrae. Em casa, sozinho, estuda inglês e espanhol.

"Não pretendo viver como se vive aqui na zona rural. Farei faculdade e vou trabalhar na Nasa", afirmou Luiz Gustavo. Ao finalizar a carta, afirmou: "Ansioso pela autorização de V.Exª. me despeço. Deus lhe abençoe".

Em dezembro do ano passado, o ministro Paulo Costa Leite enviou um telegrama a Luiz Gustavo com a notícia: "Quero lhe dizer que o seu pedido será plenamente atendido, pois funcionários do Superior Tribunal de Justiça reuniram-se espontaneamente e estão lhe oferecendo um computador e uma impressora em cores".

Segundo a mãe de Luiz Gustavo, Wandeleide Maria Cristóvão, "essa notícia foi o melhor presente de Natal que seu filho já recebeu".

Revista Consultor Jurídico, 23 de agosto de 2001, 15h07

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/08/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.