Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corretora em apuros

Velloso autoriza Banco Central a investigar corretora do Rio

O Banco Central irá investigar a corretora carioca Interunion. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Velloso, cassou, nesta sexta-feira (22/9), a decisão que impedia o processo administrativo contra a corretora.

O processo apura a prática de ilícitos cambiais que teriam sido cometidos pela empresa. Mas havia sido interrompido por decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

No despacho, o ministro Velloso reconsiderou decisão anterior que havia indeferido o pedido e cassou o efeito suspensivo concedido aos embargos de declaração. A decisão foi tomada acolhendo

O presidente do STF acatou parecer do procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro e considerou que a decisão do TRF do Rio de Janeiro impedia o BC de exercer suas atribuições de fiscalizador do sistema financeiro nacional.

Segundo informações prestadas pelo Banco Central, a Interunion está em processo de liquidação extrajudicial após supostas operações ilícitas ocorridas no período de novembro de 1987 a agosto de 1989.

Revista Consultor Jurídico, 22 de setembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/09/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.