Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim da greve

TRT concede aumento de 10% para metalúrgicos em São Paulo

Com aplausos e gritos de vitória, os metalúrgicos saudaram a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, nesta quinta-feira (16/11).

A Seção Especializada de Dissídios concedeu o reajuste de 10% reivindicados pelos trabalhadores que estão em greve desde o início da semana.

Pela decisão, a categoria ainda tem estabilidade garantida de 90 dias no emprego. A paralisação foi considerada não abusiva pelo tribunal. Com isso, os dias parados terão que ser pagos aos trabalhadores.

A questão foi a julgamento depois de fracassada uma tentativa de conciliação entre o sindicato das montadoras (Sinfavea) e os metalúrgicos.

Segundo o Sinfavea as montadoras não podem pagar mais do que 6,5% de aumento.

No entanto, durante a tentativa de acordo, o sindicato das montadoras preferiu não passar por uma apuração - realizada por peritos especializados, que seriam indicados pelas partes e sob supervisão do TRT - sobre a condição financeira das montadoras para pagar o reajuste reivindicado.

Os metalúrgicos deverão se reunir em assembléia, nesta quinta-feira (16/11), para avaliar a decisão do TRT e decidir se encerram ou não a greve.

As empresas têm oito dias após a publicação do acórdão (que deve sair em dez dias) para recorrer. Mas poderão antecipar-se, indo ao TST apenas com a certidão de julgamento.

Revista Consultor Jurídico, 16 de novembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/11/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.