Consultor Jurídico

sucede Gilmar

Nunes Marques é eleito o novo presidente da 2ª Turma do STF

Nesta terça-feira (29/6), o ministro Nunes Marques foi eleito presidente da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal. Seguindo o sistema de rodízio, ele assume o lugar deixado pelo ministro Gilmar Mendes.

Ministro Nunes Marques assume função em agosto
Fellipe Sampaio/SCO/STF

O próximo presidente assume o colegiado em agosto, após as férias coletivas dos ministros, e fica na função por um ano. Gilmar parabenizou a chegada de Nunes Marques e desejou uma gestão "firme e lastreada nas mais altas virtudes". O ministro agradeceu a confiança de seus colegas para "continuar na empreitada com respostas céleres e justas aos jurisdicionados".

Em sua última sessão à frente do colegiado, Gilmar apresentou um relatório de sua gestão. Ele lembrou que assumiu o mandato durante um período de exceção causado pela crise de Covid-19, mas mesmo com as restrições a prestação jurisdicional foi ampliada.

Durante a gestão de Gilmar, foram feitas 77 sessões ordinárias, sendo 35 delas por videoconferência. Um total de 5,3 mil processos foram analisados. Somente nos últimos dois meses, foram apreciados 40 Habeas Corpus e recursos em HCs.

O ministro Ricardo Lewandowski apontou que o colegiado "cumpriu o dever de prestar uma jurisdição tempestiva e eficiente" durante a gestão de Gilmar. A ministra Cármen Lúcia disse que os números do mandato falam por si. Já Edson Fachin afirmou que Gilmar "jamais se furtou ao diálogo". Por fim, o subprocurador-geral da República Luiz Augusto Santos Lima agradeceu Gilmar em nome do órgão. Com informações da assessoria do STF.

Clique aqui para ler o discurso de despedida de Gilmar




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 29 de junho de 2021, 20h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/07/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.