Consultor Jurídico

Tribunal bandeirante

Nuncio Theophilo Neto é empossado no cargo de desembargador do TJ-SP

O Tribunal de Justiça de São Paulo promoveu nesta quinta-feira (1º/7) a posse administrativa do desembargador Nuncio Theophilo Neto. A cerimônia virtual contou com a presença dos integrantes do Conselho Superior da Magistratura: o presidente do TJ-SP, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco; o vice-presidente, desembargador Luis Soares de Mello; o corregedor-geral da Justiça, desembargador Ricardo Mair Anafe; e os presidentes das seções, desembargadores Guilherme Gonçalves Strenger (Direito Criminal), Paulo Magalhães da Costa Coelho (Direito Público) e Dimas Rubens Fonseca (Direito Privado), além de familiares e amigos do empossado, magistrados e servidores.

A posse do novo desembargador do TJ-SP
Reprodução

O discurso de Theophilo Neto foi marcado pela gratidão à família, notadamente ao pai, de quem afirmou guardar "a valiosa lição de que o trabalho é a verdadeira forma de cumprirmos nossa missão terrena e de que sem ele não se justifica uma existência", e à mãe, cujo carinho e atenção marcou sua existência: "se nesta oportunidade eu merecer palmas, são todas suas". Reafirmou o orgulho pelos filhos, a gratidão aos irmãos e a eles dedicou o momento.

O mais novo desembargador destacou que mantém vivo e presente o espírito que permeou seu ingresso na carreira, de que o exercício da Magistratura "não se trata de uma mera profissão ou de uma destacada carreira de Estado, mas exige do juiz que seja verdadeiramente vocacionado, que seja humanista no sentido estrito do termo, nunca perdendo a noção de que sua decisão nas frias páginas dos autos dizem respeito a pessoas que por qualquer razão da vida enfrentam conflitos das mais variadas modalidades".

Nuncio nasceu na capital paulista em maio de 1958 e é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, turma de 1980. Ingressou na Magistratura em 1989 e foi nomeado para a 42ª Circunscrição Judiciária, com sede em Jaboticabal, no interior do estado.

Ao longo da carreira também trabalhou nas comarcas de Piracaia, Itapecerica da Serra (Foro Distrital de Taboão da Serra), Barueri e Capital, tendo sido removido para o cargo de juiz substituto em 2º Grau em 2013. Assume a vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Reinaldo Miluzzi. Com informações da assessoria do TJ-SP.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 1 de julho de 2021, 20h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/07/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.