Consultor Jurídico

crime internacional

Advogada criminalista lança livro sobre corrupção no exterior

O termo "corrupção" se popularizou no imaginário brasileiro. Mas o que configura esse tipo de crime? E como o Direito brasileiro trata essa conduta quando ela é praticada no exterior? A advogada criminalista Natasha do Lago faz uma análise ampla e aprofundada sobre o tema em seu mais novo livro, "Corrupção Internacional: Aspectos Jurídicos".

Divulgação

Mestre em Direito Penal pela USP e sócia do escritório Ráo & Lago Advogados, a autora aborda aspectos práticos para traçar todo o panorama sobre corrupção. A definição de funcionário público, os denominados pagamentos de facilitação, a extorsão, a concussão comercial e a defesa afirmativa de lei local da Lei Anticorrupção norte-americana (FCPA) são alguns do conceitos abordados na obra.

Pierpaolo Cruz Bottini, também advogado criminalista e professor livre-docente de Direito Penal da Faculdade de Direito da USP, é autor do prefácio do livro. Segundo ele, o volume é um marco no estudo do tema, devido à forma organizada e racional da autora, à clareza das ideias, ao rigor acadêmico do estudo e à capacidade de ilustração na recomendação de soluções:

"A leitura do trabalho é indispensável não apenas àqueles que lidam com questões de direito penal internacional, mas também a quem busca compreender os novos contornos do crime de corrupção e de todas as suas vertentes e variáveis, que não são poucas", diz Bottini no prefácio.

Corrupção Internacional: Aspectos Jurídicos
Autora: Natasha do Lago
Editora: Lumen Juris
Gênero: Direito Penal e criminologia
Páginas: 212
ISBN: 9786555103083
Preço: R$ 72




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 25 de setembro de 2020, 18h21

Comentários de leitores

1 comentário

Certeza

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

É certeza que, no Exterior, as legislações punem, de forma efetiva, o ato de desonestidade, seja estatal, seja privado.

Comentários encerrados em 03/10/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.