Consultor Jurídico

2021-2022

Desembargadores escolhem o comando do TJ-MS para o próximo biênio

Em sessão nesta quarta-feira (21/10), os desembargadores de Mato Grosso do Sul escolheram os nomes que comandarão o Tribunal de Justiça no biênio 2021/2022: Carlos Eduardo Contar (presidente), Sideni Soncini Pimentel (vice) e Luiz Tadeu Barbosa Silva, corregedor-geral.

DivulgaçãoDa esq. p/ dir.: Barbosa Silva, Carlos Eduardo Contar e Sideni Soncini Pimentel

"Quero pedir que, independente de vícios e paixões cujas imperfeições devemos sempre afastar de nós, todos estejam ao meu lado no propósito de renovar, criar e inovar os valores creditáveis à Justiça. O meu propósito é com a valorização da magistratura, cujo objetivo não é apenas o de enaltecer os juízes e desembargadores, mas o de entregar uma justiça rápida e facilitada, com acertos e erros naturais, porém, com a certeza de que o melhor terá sido feito", disse o desembargador Contar.

O novo presidente do TJ-MS é natural da capital Campo Grande mesmo e iniciou suas atividades profissionais no TJ-MS como auxiliar judiciário e técnico judiciário.

Em 1986, foi aprovado em concurso público e assumiu o cargo de promotor substituto. Em julho de 2001, foi promovido a Procurador de Justiça, atuando, entre outras funções, como coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Habitação e Urbanismo e do Patrimônio Histórico e Cultural.

Ingressou na magistratura em agosto de 2007, como desembargador na vaga correspondente ao quinto constitucional reservada ao Ministério Público. É integrante vitalício do Órgão Especial e já presidiu a 2ª Câmara Criminal, a Seção Criminal, a 2ª Seção Criminal, além de atuar como integrante do TRE-MS, nos biênios 2015/2017 e 2017/2019.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de outubro de 2020, 21h59

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/10/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.