Consultor Jurídico

Sessão Solene

Novas desembargadoras tomam posse no Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Duas novas desembargadoras tomaram posse nesta quarta-feira (19/2) no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. A solenidade ocorreu na presença dos magistrados que compõem o Tribunal Pleno e do governador do Estado, Romeu Zema. 

Maria Inês (esquerda) e Paula Cunha e Silva, novas desembargadoras do TJ-MG
Divulgação

Foram dirigidas ao posto as agora desembargadoras Paula Cunha e Silva, que irá integrar a 6ª Câmara Criminal, e Maria Inês Rodrigues de Souza, que comporá a 2ª Câmara Cível. 

Natural de Governador Valadares, Paula é graduada em Direito pela UFMG, com especialização em Direito Penal e Processo Penal pela Faculdade de Direito do Vale do Rio Doce (Fadivale). 

Ingressou no Ministério Público de Minas em 1998, tendo sido promotora de justiça nas comarcas de Belo Horizonte, Aimorés e Governador Valadares. 

Maria Inês Rodrigues, por sua vez, nasceu no Rio de Janeiro. É bacharel em Direito pela PUC-Rio e mestre em Direito Processual pela PUC-Minas.

Tornou-se procuradora de justiça do Ministério Público em março de 2015, tendo ingressado na instituição em 1994. Ela atuou nas comarcas de Janaúba, Jequitinhonha, Itabira e Belo Horizonte. Na capital, trabalhou nas áreas de justiça criminal, defesa dos direitos humanos, defesa dos idosos e pessoas com deficiência e defesa da ordem econômica e tributária. 

"Hoje é um dia de celebração para o TJ-MG, por estarmos incorporando duas novas desembargadoras, que certamente virão enriquecer esta casa, tanto pelo mérito pessoal de cada uma, quanto pelo enorme esforço de serenidade e sabedoria que a presença feminina trará para nossa corte", disse Nelson Missias, presidente do TJ-MG. 

Maria Inês afirmou que a posse representa "a realização de um sonho", e que sua expectativa é a de "honrar o Poder Judiciário mineiro neste cargo". 

Paula Cunha, por sua vez, disse que aquele se tratava de "um momento de muita emoção, expectativa e responsabilidade [...] espero contribuir para a sociedade e para a melhoria do trabalho do Tribunal de Minas, engradecendo-o ainda mais". 




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de fevereiro de 2020, 15h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/02/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.