Consultor Jurídico

Notícias

Votação unânime

TJ-SP aprova indicação de juízes para três vagas de desembargador

Por 

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (25/9) a indicação de três juízes para o cargo de desembargador: Fábio Henrique Podestá por antiguidade e César Santos Peixoto e Marcelo Coutinho Gordo, ambos por merecimento. O concurso teve 20 inscritos e os três nomes foram definidos pelo Conselho Superior da Magistratura, sendo aprovados por unanimidade no Órgão Especial.

Jorge RosenbergÓrgão Especial escolheu três novos desembargadores para atuar no TJ-SP

As vagas foram abertas após a aposentadoria dos desembargadores Juvenal José Duarte, José Antonio de Paula Santos Neto e Paulo Roberto de Santana. Os três indicados já atuam no TJ como juízes substitutos em segundo grau.

Podestá atua no tribunal desde 2012, sempre na 5ª Câmara de Direito Privado, mas também exerceu a função em câmaras extraordinárias. Ele ainda é professor regente da Universidade São Judas Tadeu desde 1997.

César Peixoto atua no tribunal desde 2012 e está na 38ª Câmara de Direito Privado. Já Marcelo Coutinho Gordo é da 12ª Câmara de Direito Criminal e também é juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Ele atua no TJ-SP desde 2015, já passou pelas 11ª e 13ª Câmaras Criminais e ainda foi juiz assessor da vice-presidência.

Convocação para o gabinete da presidência
Na mesma sessão, o Órgão Especial aprovou a convocação do magistrado Rodrigo Marzola Colombini, da 3ª Vara Especial da Infância e da Juventude Central, para prestar serviços junto ao gabinete da presidência do tribunal, com prejuízo de sua Vara, no período de 26 de setembro a 31 de dezembro deste ano, em razão da cessação da convocação do juiz Marco Fábio Morsello.

Boas-vindas à suplente
Suplente do Órgão Especial, a desembargadora Sílvia Rocha participou nesta quarta de sua primeira sessão no colegiado e recebeu as boas-vindas dos demais integrantes. O presidente do TJ-SP, desembargador Manoel Pereira Calças, afirmou ter amizade de longa data com a desembargadora. “É uma honra recebê-la nesse colegiado. É um momento de muita alegria registrar a participação de uma juíza de brilhante carreira”, disse.

Sílvia Rocha agradeceu as homenagens e disse estar honrada por atuar no Órgão Especial pela primeira vez: “Agradeço muitíssimo as palavras e a recepção. É uma honra estar aqui cumprindo o mandato de suplente. Estou muito feliz e honrada de poder colaborar com nosso Tribunal de Justiça”.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 25 de setembro de 2019, 21h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.