Consultor Jurídico

Notícias

Criança baleada

Gilmar Mendes critica política de segurança pública do Rio de Janeiro

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, criticou a política de segurança pública do Rio de Janeiro. A manifestação acontece em resposta a morte da menina Ágatha Felix, de 8 anos, baleada nas costas na noite de sexta (20/9), no Complexo do Alemão, na zona norte da cidade.

Nelson Jr./SCO/STFGilmar chama atenção para aumento de casos de morte decorrentes de ação policial nas favelas

"Os casos de mortes resultantes de ações policiais nas favelas são alarmantes. Ágatha é a quinta criança morta em tiroteios no RJ neste ano. Ao total, 16 foram baleadas no período", disse o ministro no Twitter.

Segundo Gilmar, a política de segurança pública para ser eficiente "deve se pautar pelo respeito à dignidade e à vida humana".

A menina Ágatha Félix estava dentro de uma kombi com a mãe, a caminho de casa. Sua família acusa a Polícia Militar fluminense pelo disparo. O governo do Estado, sob administração de Wilson Witzel (PSC), afirma que havia um confronto no momento do disparo e que vai apurar o caso.

Revista Consultor Jurídico, 22 de setembro de 2019, 14h03

Comentários de leitores

4 comentários

Urubus

rcanella (Funcionário público)

O corpo mal esfria e os urubus se arvoram em se aproveitar politicamente dessa triste situação. O nobre ministro que sinaliza com uma reviravolta no caso Lula, pensando em cifrões somente, aqui tenta faturar fazendo média junto ao universo esquerdocrata nacional. Impossível não lembrar do ator Fábio Assunção - que como Casagrande continua na Globo pela "cota de dependente químico"* - e representando aqui a esquerda artística Iphone, tenta posicionar seu nome como defensor dos pobres... Haja estômago!
* Cotas de DQ ainda não existem. Mas já já um legisladrão vai tentar impor isso a todos nós.

Aqui só os mesmos que podem comentar

JN Cidadão (Prestador de Serviço)

Todos os meus comentários foram bloqueados e alguns não tinham palavras de baixo calão. Os mesmos comentam todos santos dias e podem escrever até palavras chulas que não dá em nada. Parece que esses são os administradores do site, ou seja, só os administradores que podem comentar. Então, para que o site pede o público todo para fazer login e senha para comentar alguma coisa. Esse site de Direito não dá direito a ninguém e sim para o grupinho da panelinha dele.

Sem credibilidade

Professor Edson (Professor)

Ouvir Gilmar Mendes é como ouvir um PEIDO.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/09/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.