Consultor Jurídico

Notícias

Reforçar a validade

Interrogatórios em casos de crime contra vida serão filmados em Mato Grosso do Sul

Os interrogatórios de acusados de crime contra a vida em Mato Grosso do Sul começarão a ser registrados em áudio e vídeo. A medida foi determinada por ofício do juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. 

A motivação do juiz para a decisão é o fato de muitos réus negarem o que disseram nos interrogatórios policiais, alegando coação ou outro elemento que invalida o que foi dito. 

O magistrado solicitou a gravação audiovisual nos casos de inquéritos policiais envolvendo homicídios dolosos e feminicídios, sobretudo em casos envolvendo facções criminosas, a fim de que possam instruir o relatório conclusivo com as respectivas mídias.

De acordo com a portaria, as gravações serão feitas por meio das câmeras existentes nos computadores da sala do delegado plantonista ou escrivães plantonistas, devendo em seguida proceder a gravação do arquivo em DVD fornecido pela direção da Delegacia, o qual deverá acompanhar o auto de prisão em flagrante/boletim de ocorrência. Com informações da assessoria de imprensa do TJ-MS.

Revista Consultor Jurídico, 15 de setembro de 2019, 7h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/09/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.