Consultor Jurídico

Notícias

Vaga de advogados

STF define lista tríplice para o TSE, e Tarcisio deve ser reconduzido

O Supremo Tribunal Federal definiu nesta quinta-feira (9/5), a lista tríplice de candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral para a vaga de advogados. O ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto encerra o biênio na corte também nesta quinta, mas a expectativa é ele que seja reconduzido para outros dois anos. Além dele, integram a lista o ministro substituto Carlos Bastide Horbach e o advogado Carlos Mário Velloso Filho, conhecido como Camário.

Os nomes seguem agora para o Palácio do Planalto e o presidente Jair Bolsonaro escolhe aquele que assumirá a vaga aberta. Pela tradição, Tarcísio Vieira de Carvalho deve ser reconduzido para cumprir mais um biênio.

Tarcisio e Horbach tiveram 10 votos cada, Camário teve sete votos e um quarto também foi anunciado: Fabrício Juliano Medeiros, com quatro votos.

Tarcisio Vieira de Carvalho participou nesta quinta da última sessão plenária de seu primeiro biênio como integrante efetivo do TSE. Ao final da sessão, o magistrado recebeu homenagens pelo trabalho prestado. Ele agradeceu e reafirmou sua "incondicional disposição física e mental em colaborar em qualquer tempo e em qualquer lugar com a Justiça Eleitoral".

Camário é o sócio fundador da Advocacia Velloso e integra diversas associações e sociedades jurídicas, bem como já foi conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil, vice-presidente da OAB-DF e presidente do Instituto dos Advogados do Distrito Federal (IADF). Atualmente integra o Conselho Superior do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) e o Conselho Curador do Instituto Victor Nunes Leal (IVNL).

No último dia 26, Sérgio Banhos, até então ministro substituto, foi escolhido pelo presidente para a vaga de ministro efetivo. Dois dias antes, o Supremo escolheu outra lista, referente à cadeira de Admar Gonzaga, que decidiu não pleitear ao cargo novamente. Foram indicados os advogados Grace Mendonça, ex-advogada-Geral da União, Sérgio Banhos e Carlos Horbach.

Revista Consultor Jurídico, 9 de maio de 2019, 15h05

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/05/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.