Consultor Jurídico

Notícias

Luto na Advocacia

Morre Paulo Piratininga, advogado criminalista, em Bragança Paulista (SP)

Morreu, na terça-feira (26/2), em Bragança Paulista (SP), o advogado criminalista Paulo Piratininga Sampaio Pinto. Ele tinha 85 anos e se recuperava de uma cirurgia ortopédica por fratura no fêmur. 

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo desde 1961, o advogado militou na advocacia criminal ao longo de mais de 50 anos. No fim de sua carreira, defendeu todos os funcionários e servidores da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na capital paulista.

Paulo Piratininga foi membro do Tribunal de Ética da OAB e participou de banca do antigo exame oral da Ordem. Deixa a mulher Lygia, com quem era casado há mais de 60 anos, e os filhos Suzana e Paulo, além de netos e uma bisneta. 

"Como advogado, sempre foi meu espelho e exemplo de ética, honra e generosidade", comentou Cristiano Pereira de Magalhães, sobrinho-neto de Piratininga. "A ética profissional era trilho de sua carreira, onde nunca se desgovernou! Sempre tratava a todos com dignidade e honra, sem perder o bom humor. Defendia, muitas vezes, os mais fracos, amigos e familiares apenas pelo prazer e satisfação de cuidar e proteger tais pessoas!"

"Raciocínio jurídico primoroso e muito sagaz! Conhecia como ninguém a rotina policial! Há mais de 10 anos que estava afastado da vida forense, mas mesmo assim sempre tinha um bom conselho e orientação aos mais jovens que ele carinhosamente chamava de 'tintas frescas'."

Revista Consultor Jurídico, 28 de fevereiro de 2019, 19h23

Comentários de leitores

1 comentário

Dr. Paulo piratininga

O IDEÓLOGO (Outros)

Um profissional de primeira grandeza.

Comentários encerrados em 08/03/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.