Consultor Jurídico

Notícias

"grampolândia pantaneira"

Magistrados do MT repudiam fala de Selma Arruda contra OAB e Judiciário

A Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam) repudiou declaração dada pela senadora Selma Arruda (PSL) nesta segunda-feira (5/8). A parlamentar usou a tribuna para defender promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), acusados de fazer interceptações telefônicas sem autorização judicial.

Jefferson Rudy/Agência SenadoSenadora usou tribuna para defender promotores do Gaeco, "Lava Jato" e atacar advocacia e judiciári

De acordo com a senadora, os ataques são de "meliantes travestidos de advogados, cujas teses mirabolantes são formuladas de modo a encontrar destinatário certo no Judiciário". Ela também afirmou que a OAB do Mato Grosso tem fomentando uma inversão de valores e "faz questão de compor o circo" contra a "lava jato".

Para a senadora, há uma briga pelo poder que faz com que o Judiciário "se omita no combate à corrupção e as autoridades investigativas fiquem acuadas. Quem ganha é a defesa dos malfeitores e quem perde é o Brasil".

Em nota, os magistrados dizem que não é possível admitir que o Poder Judiciário de Mato Grosso seja acusado de omissão, "visto que é o contrário que ocorre". "Justamente no processo citado pela senadora Selma Arruda, conhecido como a Grampolândia Pantaneira, a Justiça Estadual vem trabalhando para que toda e qualquer demanda tenha a resposta adequada e necessária", afirma a associação.

Os magistrados apontam dados sobre a produtividade do tribunal e andamento processual. "Se para a senadora há brechas na legislação que favorecem 'organizações criminosas', é bom destacar que cabe ao Poder Legislativo mudar esse quadro. Uma das principais funções de um senador é justamente criar, revisar e aprovar leis e emendas à Constituição Federal."

Clique aqui para ler a íntegra.

Revista Consultor Jurídico, 6 de agosto de 2019, 17h54

Comentários de leitores

3 comentários

Um tanto incoerente esta senhora?

Ramiro. (Advogado Autônomo - Criminal)

https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2019/04/10/tre-mt-cassa-senadora-do-psl-e-suplente-por-caixa-2-e-abuso-de-poder-economico-e-determina-nova-eleicao.ghtml
Mas caixa dois não é crime?
Incoerente o Senado?
https://www.metropoles.com/brasil/politica-br/senadora-do-psl-cassada-por-caixa-2-e-indicada-ao-conselho-de-etica
Conhecida pelo discurso anticorrupção, em abril, a senadora foi cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), por 7 votos a 0, por caixa dois e abuso de poder econômico. Ela foi acusada de ter gasto R$ 1,2 milhão em valores não declarados à Justiça Eleitoral para se eleger ao Senado. Selma nega irregularidades e recorre. Há, entre o material juntado na ação, notas fiscais do dinheiro gasto de forma supostamente irregular.

Esse discurso de brechas da lei, pimenta braba na tarraqueta alheia refresco é.

Parabéns

O IDEÓLOGO (Outros)

Parabéns, ilustre Senadora. Vossa Excelência é uma mulher de coragem!!!

E a OAB????

Daniela A. Correia (Advogado Autônomo - Criminal)

... não se manifestou??? A nota de repúdio, emitida pela Associação, foi pelos ataques ao judiciário.

Comentários encerrados em 14/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.