Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Canal direto

ConJur Delivery: sua ferramenta de trabalho na palma da mão

A partir de agora, o leitor da revista Consultor Jurídico poderá receber as principais notícias do site por WhatsApp. Gratuitamente. Basta salvar o número (11) 959 433 247 na agenda do seu celular e enviar uma mensagem com seu nome, cidade e área de atuação. Em pouco tempo o serviço estará implementado.

A informação para uso profissional — como a produzida pela ConJur — é, muitas vezes, urgente. Ao longo dos 21 anos de existência deste veículo, contam-se às milhares as petições, decisões e notícias que tiveram subsídios colhidos nos textos aqui veiculados.

Com a queda na utilização do e-mail como correspondência e fonte de informação, o WhatsApp ganhou relevância. A empresa informou ter chegado a 120 milhões de usuários no Brasil. Coincidência ou não, foi também o primeiro ano em que a ConJur registrou mais acessos pelo celular do que por computadores e notebooks.

Não é uma tendência que parece querer mudar. O celular era usado para acessar notícias por 23% dos brasileiros em 2013, mas em 2018 foi apontado como ferramenta de informação por 72% deles, segundo a pesquisa Digital News Report, da Universidade Oxford e do Reuters Institute.

O WhatsApp, usado por 83% dos brasileiros, já aparece como fonte de informação para 48% dos pesquisados, atrás apenas do Facebook (usado para esse fim por 52% dos consultados). Com duas diferenças fundamentais: é uma rede social bem menos usada que o WhatsApp e seu uso para notícias vem caindo — saiu de citado por 69% dos brasileiros para 52% em dois anos, enquanto o aplicativo de mensagens viu seu uso para notícias crescer 2%.

Revista Consultor Jurídico, 27 de junho de 2018, 10h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/07/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.