Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Congresso

Ministros e advogados vão debater 30 anos da Constituição em São Paulo

Os 30 anos da Constituição serão analisados durante três dias na cidade de São Paulo, em conjunto com outros temas voltados a operadores do Direito. A capital paulista sediará entre 8 e 10 de agosto o 8º Congresso Brasileiro de Sociedade de Advogados com palestras de ministros, juízes, advogados e economistas.

O evento é promovido pelo Sindicato das Sociedades de Advogados do Rio de Janeiro e de São Paulo (Sinsa), e a abertura será feita pelo ministro Alexandre Moraes, do Supremo Tribunal Federal: ele irá falar sobre as três décadas do texto constitucional. Já o ministro Luís Roberto Barroso encerrará o congresso com a palestra “A República que ainda não foi: conquistas, fracassos e o papel do Poder Judiciário”.

Entre a fala de um ministro e outro, o criminalista Técio Lins e Silva analisará o princípio da presunção de inocência. O procurador da República Galitênio da Cruz Paulino defenderá a execução imediata da pena para a efetividade criminal, enquanto o advogado Pierpaolo Cruz Bottini analisará a mesma iniciativa sob o ângulo da violação à Constituição.

A dinâmica dos recursos repetitivos no novo CPC será tema de palestra do ministro Paulo de Tarso Sansverino, do Superior Tribunal de Justiça. O ministro aposentado do STF Carlos Velloso abordará a autonomia dos poderes.

Colunista da ConJur, o advogado Gustavo Brigagão fará reflexões sobre a reforma tributária. O presidente do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa), Carlos José Santos da Silva, o Cajé, debaterá critérios para a fixação de honorários.

Clique aqui para mais informações.
Clique aqui para ver a programação.

Revista Consultor Jurídico, 25 de junho de 2018, 15h24

Comentários de leitores

1 comentário

Constituições de estados?

Voluntária (Administrador)

Cumprimentos pela iniciativa. Mas as Constituições dos Estados são inexpressivas, porque a Federal se encarregou de tudo, até de dizer que o colégio Pedro II do Rio de Janeiro não pode ser extinto. Por isso, nenhuma Faculdade de Direito ensina sobre Constituição Estadual e nenhum juiz as aplica em sentenças. Estado unitário com o título de federal.

Comentários encerrados em 03/07/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.