Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Espíritos na corte

TST vai homenagear "um dos maiores médiuns e oradores espíritas" do Brasil

O Tribunal Superior do Trabalho estará aberto à presença de seres de outros planos na próxima terça-feira (14/8). E não são colegas de outros ramos do Judiciário. Nesse dia, a corte homenageia o médium, filantropo e orador espírita Divaldo Franco, de 91 anos.

Segundo comunicado do próprio TST, trata-se de “um dos maiores médiuns e oradores espíritas da atualidade”. Ele vai receber a comenda de Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho.

O médium não está sozinho. Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin e Alexandre de Moraes e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também estão entre as autoridades públicas agraciadas na edição deste ano. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST. 

Revista Consultor Jurídico, 11 de agosto de 2018, 12h41

Comentários de leitores

13 comentários

O que tem a ver Divaldo Franco e TST

Luke Bashir (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Sou espírita, mas vejo nenhuma relação entre Divaldo Franco e a Justiça do Trabalho. Na comparação, o Espiritismo até se mostra superior, porque não tem atos de culto exterior, como as liturgias inúteis que nosso Poder Públicos insiste em fazer por vaidade e desperdiçando nosso dinheiro.

Luiz Fernando Cabeda SEU PRECONCEITUOSO!!

Leandro M. V. dos Santos (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Caro Luiz Fernando Cabeda VOCÊ É UM PRECONCEITUOSO.

QUE VENHA O PAI DE SANTO.

Quem merece uma comenda senão o herói?

SMJ (Procurador Federal)

E olha que precisamos muito de heróis!!!

Uma pessoa que dedicou a vida à caridade, tendo inclusive adotado centenas de crianças, ao que sei. Se esse não for um herói e uma pessoa digna de uma comenda do Estado brasileiro, não imagino quem mais o poderia ser. A questão e a reflexão pertinente é se o Estado brasileiro é digno de dar uma comenda a uma pessoa assim.

Não sou espírita, mas percebo que o Estado e a população brasileira gostam de bater nos adeptos das religiões diversas do Catolicismo: especialmente, nos evangélicos, nos espíritas e nos umbandistas. Sobre os evangélicos, parece-me que os agentes do Estado agem com especial rigor quando acham que eles cometeram alguma falta. Parece resquício da Contra-Reforma. Eita o quanto somos atrasados!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 19/08/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.