Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

"Realeza" dos advogados

Toron, Mariz e Juca contestam honorários milionários descritos em reportagem

A reportagem da revista Veja na qual são listados os valores supostamente cobrados por advogados de renome tem gerado repercussão na classe. Os criminalistas Alberto Zacharias Toron, José Luís Oliveira Lima e Claudio Mariz escreveram carta aberta dizendo que a informação de que cobram R$ 10 milhões de honorários não está correta. 

A reportagem relata que uma classe de advogados de honorários milionários foi constituída por causa do trabalho demandado pela operação "lava jato". No meio do texto, o quadro "Ordem dos Advogados Milionários do Brasil" classifica como "realeza" um grupo de advogados que cobraria R$ 10 milhões por caso — entre eles estão Toron e Mariz. 

Toron diz que não foi entrevistado nem procurado por ninguém da revista e que ficou consternado com a publicação da reportagem. "Foi verdadeiramente repugnante ver meu nome colocado em matéria puramente especulativa e irresponsável por apregoar dados sem qualquer verificação e, o que é pior, inverídicos."

Já Mariz diz que ficou estarrecido e que o que foi dito sobre ele é "invencionice". "Jamais em toda minha vida profissional cobrei valores que nem de longe se aproximam daquele mencionado na referida matéria. Lamento que uma revista da importância da Veja recorra a um jornalismo de baixa envergadura, pois baseado em mera ficção completamente afastada da realidade dos fatos." 

Juca, como Oliveira Lima é conhecido, reclama não ter sido procurado e diz que as informações publicadas pela revista não são verdadeiras.

Clique aqui para ler a carta de Toron.
Clique aqui para ler a carta de Mariz. 

Leia a carta de José Luís Oliveira Lima:

São Paulo, 24 de novembro de 2017.

Prezado Diretor de Redação da Revista Veja,

Chocado com a matéria “Poderosos entre os Poderosos”, publicada na edição de 25/11, gostaria de registrar que não fui procurado ou entrevistado e que os dados a mim atribuídos não são verdadeiros.

Peço a gentileza da publicação da presente.

Atenciosamente,
José Luis Oliveira Lima

Revista Consultor Jurídico, 24 de novembro de 2017, 18h48

Comentários de leitores

5 comentários

Constatação

RICCO (Advogado Autônomo - Administrativa)

De um lado uma reportagem sobre o honorários milionários e de outro, vagas em escritórios como "associado" com cumprimento de horário e outros requisitos presentes na CLT, com salário de 2 mil reais para anos de experiência. Revolta quem? Não a massa que trabalha como "associado".

Comentário!

Marcelo-ADV (Outros)

Verdade = descrição objetiva dos fatos? Não.

Não havendo uma prova sequer dos valores cobrados, realmente, a reportagem é pura especulação.

Se não há compromisso com a verdade, então qual o objetivo da reportagem? Não acredito que seja apenas para a classe média ter assunto para se divertir.

Honorários de advogado

6345 (Advogado Autônomo)

Não li e nem quero ler o que disse a revista. Mas e se, por acaso, os advogados tivessem cobrado e os clientes tivessem pago os honorários tidos como exorbitantes? Os advogados questionados são profissionais de renome, e não são escolhidos sem razão, mas pela sua experiência e credibilidade. Deixem os profissionais trabalharem. Se estão trabalhando e recolhendo o tributos devidos, que mal há nisso?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 02/12/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.