Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

País da advocacia

Total de advogados no Brasil chega a 1 milhão, segundo a OAB

Desde esta sexta-feira (18/11), o Brasil tem 1 milhão de advogados. Os dados são do cadastro nacional de profissionais mantido pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Esse montante não inclui inscrições de estagiários e as suplementares. Se forem inseridos os totais dessas duas categorias, o total chega a 1,07 milhão.

São Paulo ainda lidera a lista, com mais de 282 mil advogados, seguido por Rio de Janeiro (138 mil), Minas Gerais (102 mil) e Rio Grande do Sul (75 mil). Os estados brasileiros com menor número de advogados são Roraima (1,5 mil), Amapá (2,4 mil), Acre (3 mil) e Tocantins (5 mil).

O IBGE projeta que a população brasileira neste ano chegou a 206 milhões de habitantes (segundo o instituto, um novo brasileiro nasce a cada 20 segundos). Numa comparação simples, há um advogado para cada 205 habitantes — 0,5% da população é dessa categoria.

Segundo o levantamento Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça, o Brasil tem 102 milhões de processos. Em outra comparação simples, são 102 processos para cada advogado.

Revista Consultor Jurídico, 18 de novembro de 2016, 15h23

Comentários de leitores

17 comentários

Outra manobra

Willyan Johnes (Outros)

Número de inscritos não significa número de advogados.
No intuito de justificar o caça niqueis a OAB, assim como seus dirigentes afirmaram publicamente que no Brasil há cinco milhões de bacharéis em direito, ou seja, nessa proporção, somadas todas as áreas do bacharelado, direito, administração, jornalismo... Mais licenciatura e tecnólogo, até mesmo os que ainda não nasceram seriam formados no Brasil. Uma piada, pois não chega a 300 mil bacharéis que pretendem advogar, tanto que o número de inscrições para o exame não ultrapassa 120.000. Cadê os quatro milhões e novecentos mil bacharéis restantes que a OAB afirma existir? Mortos?
Se tirarmos os inscritos na OAB que se aposentaram, os oriundos da magistratura e MP que não prestam o exame e nem todos advogam, os que atuam em outras áreas distante da advocacia, os que não advogam por vários motivos, falecidos... Chegaria a 600 mil? Bem provável que não mas, se a OAB afirma esse número de um milhão de inscritos e cobra a maior anuidade entre as demais entidades de classes, não seria a hora do governo exigir prestação de contas (nesse caso) de quase um bilhão de reais anualmente só de anuidades? É subestimar muito a inteligência alheia. Tenha a santa paciência.

Mercantilização

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Enriquecem os "donos" de faculdades, que estão vendendo ilusões aos nossos jovens. O governo federal virou um balcão de negócios nos últimos anos e hoje temos pessoas com curso superior, principalmente advogados, engenheiros, dentistas e fisioterapeutas, trabalhando em lanchonetes ou como motorista do Uber. Mas os "donos" das faculdades - todas concedidas em troca de algum benefício para o concedente - estão todos milionários. Já temos o dobro de advogados dos EUA - não precisa dizer mais nada. Um advogado para cada 205 habitantes. Banalizaram a advocacia

Advogados escravos, OAB não é do bem

Pé de Pano (Funcionário público)

Vivemos num sistema jurídico engessado, um empecilho para os advogados honestos desenvolverem bem os seus trabalhos!!! Quanto à OAB, 1 milhão de advogados para esta instituição caça-níquel é pouco, apesar do seu altíssimo faturamento anual sem prestar conta ao TCU, cujos bilhões não declarados são provenientes do malévolo e inconstitucional exame da ordem e do obrigatório "dízimo" dos advogados!!! OAB, partidária da esquerdopatia marxista e fabiana, particular ou pública (conforme o interesse em jogo), imunidade tributária, não presta concurso e quer mandar no país!!! Eita instituição suja, uma vergonha!!!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/11/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.