Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Carona remunerada

Motoristas do Uber reclamam vínculo trabalhista na Inglaterra

Reprodução

Um tribunal na Inglaterra começou a julgar nesta quarta-feira (20/7) se os motoristas do Uber são autônomos ou funcionários do aplicativo. Um grupo reclama que seja reconhecido o vínculo trabalhista, alegando que os motoristas não têm a autonomia necessária para serem classificados como prestadores de serviço.

O julgamento não tem data prevista para terminar. Caso o vínculo seja reconhecido, todos os mais de 30 mil motoristas do Uber passarão a ter direitos trabalhistas, como férias remuneradas, licença em caso de doença e salário mínimo por hora.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 20 de julho de 2016, 15h02

Comentários de leitores

1 comentário

Vínculo

O IDEÓLOGO (Outros)

Os melhores juízes para decidir são aqueles da especializada do Cone Sul.

Comentários encerrados em 28/07/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.