Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim do desperdício

Supermercados na Inglaterra são obrigados a cobrar por sacolas de plástico

Começou a valer desda segunda-feira (5/10) a lei que proíbe os supermercados na Inglaterra de dar gratuitamente sacolas de plástico para os consumidores. Quem quiser carregar suas compras nas sacolinhas terá de pagar cinco centavos de libras (cerca de R$ 0,30) por cada uma. 

A medida é uma tentativa de reduzir a quantidade de sacolas de plástico jogadas no lixo e ajudar a preservar o meio ambiente. A expectativa é de que os consumidores acabem optando por carregar bolsas de pano ou sacolas de papel, ou usem a mesma sacolinha mais de uma vez. 

A mudança vem sendo anunciada há algum tempo e não deve provocar grande impacto na vida de boa parte dos consumidores. É costume dos ingleses levar saco de tecido para o supermercado e carregar as compras nele. Os programas de fidelidade das lojas garantem um bônus extra para quem dispensa as sacolinhas. 

Todos os outros países do Reino Unido (Escócia,  Irlanda do Norte e País de Gales) proíbem a distribuição gratuita de sacolas de plástico. Outros países da Europa,  como a Itália, também. No Brasil,  São Paulo e Belo Horizonte têm leis semelhantes.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 6 de outubro de 2015, 9h48

Comentários de leitores

1 comentário

Carrega na mão

Ian Manau (Outros)

Este país ainda tem os mal-acostumados: pede-se sacolinhas ao comprar livros, e carrega-se os mesmos na mão, ao ir para escola; o mesmo acontece em farmácias, ao comprar-se comprimidos. Bem-aventurado aquele que sancionar lei semelhante por estes lados do oceano!

Comentários encerrados em 14/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.