Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

MP paulista

Janot indica Arnaldo Hossepian para vaga no Conselho Nacional de Justiça

Hossepian integra o Ministério Público de São Paulo há 28 anos
Divulgação TJ-SP

O Procurador de Justiça do Ministério Público de São Paulo Arnaldo Hossepian foi indicado pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, para ocupar a vaga do MP Estadual no Conselho Nacional de Justiça.

A recomendação foi feita nessa terça-feira (16/6), três meses após Hossepian ter sido escolhido com 939 votos (58% dos votos válidos) para ser o representante de São Paulo na disputa. O procurador será sabatinado no Senado. A data ainda será definida pelo presidente da Casa, Renan Calheiros.

28 anos de MP
Arnaldo Hossepian integra o Ministério Público de São Paulo há 28 anos. Nos últimos três anos ele atuou como Subprocurador-Geral de Justiça de Relações Externas. Também foi promotor e secretário adjunto de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Durante sua candidatura na disputa interna em São Paulo, o Procurador propôs o aprimoramento dos sistemas de processo digital dos judiciários; a presença efetiva em comissões e a defesa de posições que assegurem a posição do Ministério Público em programas implantados pelo CNJ; necessidade de repactuação da distribuição das custas judiciais que contemple o Ministério Público dos estados com uma parcela compatível em relação a sua dimensão em cada Estado da Federação; dentre outros temas.

Em carta escrita para anunciar sua candidatura, Hossepian destacou seus três anos integrando o quadro de assessores do Procurador-Geral de Justiça e a experiência adquirida no cargo. "Pude verificar mais de perto a forma pela qual aquele Órgão delibera, bem como constatei o quanto necessária se faz a presença de um Membro do Ministério Público dos Estados apto a interagir, de forma ampla, com todos os demais personagens que lá possuem assento”, disse. Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Clique aqui para ler a carta do Procurador de Justiça.

Revista Consultor Jurídico, 18 de junho de 2015, 15h23

Comentários de leitores

1 comentário

Meritória

carpetro (Juiz Estadual de 2ª. Instância)

A honrosa indicação - e tenho certeza sua confirmação - para tão elevado "munus", ainda que transitório, nada mais é que justa confirmação de carreira longa e profícua no MP/SP.
Carlos Roberto Petroni.

Comentários encerrados em 26/06/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.