Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ética concorrencial

Cedes e Universidade de Columbia firmam convênio

O Centro de Estudos de Direito Econômico e Social (Cedes) e a Universidade de Columbia, dos Estados Unidos, firmaram convênio de cooperação acadêmica com o objetivo de aprimorar os estudos em matéria concorrencial. O acordo irá possibilitar a troca de pesquisas entre os profissionais, pesquisadores e materiais de interesse comum das instituições.

Inicialmente os pesquisadores selecionados pelo Cedes poderão cursar disciplinas na Faculdade de Direito de Columbia, e utilizar a infraestrutura de pesquisa, incluindo a biblioteca. A seleção dos pesquisadores será feita uma vez por ano pelo Cedes. A princípio, o número de pesquisadores selecionados para ir a Nova York deverá ser limitado a dois por ano, mas este número poderá ser revisto posteriormente. A parceria tem validade de cinco anos e poderá ser renovada de acordo com o interesse dos envolvidos.

Para o professor João Grandino Rodas, presidente do Cedes, o convênio é um grande avanço institucional e uma excelente oportunidade para pesquisadores que almejem aprofundar e desenvolver estudos comparados. “Certamente, a celebração do convênio propiciará a aproximação institucional do Cedes com essa tradicional universidade norte americana proporcionando a contribuição para o desenvolvimento de estudos em direito concorrencial e econômico”, diz Rodas.

De acordo com o professor Thomas Trebat, diretor do Columbia Global Centers Latin America, o convênio assinado com o Cedes irá permitir uma troca internacional de conhecimento e experiências no campo de Direito Concorrencial (anti-truste) permitindo avanços acadêmicos e também práticos, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. “Os professores e pesquisadores da Universidade de Columbia estão animados com as oportunidades que o convênio com o Cedes abre para melhor entender a realidade brasileira neste campo de Direito tão importante para o crescimento econômico e social”, diz. 

Revista Consultor Jurídico, 25 de setembro de 2013, 18h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/10/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.