Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Terreno cedido

Subseção da OAB-SP será ao lado do fórum de Pinheiros

O governo de São Paulo cedeu para a seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil uma área para a construção de um novo prédio da subseção de Pinheiros, na capital paulista. O local hoje é ocupado pelo estacionamento do fórum de Pinheiros. A autorização do uso da área pela OAB-SP, por prazo indeterminado, está no decreto 59.384, de 26 de julho. Na última sexta-feira (29/7) foi feita uma cerimônia para formalização do ato.

Na ocasião, o presidente Marcos da Costa, que é inscrito na subseção Pinheiros, fez um agradecimento especial à secretária de Justiça Eloisa Arruda, pelo empenho na concretização da cessão e afirmou que essa é uma vitória da advocacia e da cidadania, porque os advogados e a população poderão desfrutar de condições de trabalho e atendimento mais dignas.

A secretária Eloisa Arruda explicou que o espaço cedido já é ocupado pela OAB-SP, para estacionamento dos advogados, há muitos anos. “Houve solicitação da subseção de Pinheiros no início de nossa gestão e começamos as conversas sobre a viabilidade. O TJ-SP participou, concordou que o terreno fosse doado, o processo foi instruído no âmbito ao governo e terminou com a cessão da área por tempo indeterminado”. 

Para o presidente da subsecção de Pinheiros, Pedro Ivo Gricoli Iokoi, a cessão do terreno significa a realização de um sonho. “Agora é erguer o prédio e continuar a atender o não só aos advogados, mas os cidadãos, numa estrutura mais ampla e mais confortável”. O prédio terá dois pavimento e estacionamento.

Participaram também da cerimônia o governador Geraldo Alckmin, o conselheiro e ex-presidente da subsecção, Maurício Januzzi  e os conselheiros seccionais Marcelo Sampaio Soares e Vitor Hugo das Dores Freitas. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 31 de julho de 2013, 13h56

Comentários de leitores

1 comentário

Perda da independência

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Cessão por tempo indeterminado significa que, após construído o prédio com o dinheiro da OAB o Governo do Estado pode requisitar de volta o terreno se a Ordem desagradar o governador. Trata-se de uso completamente fora dos estatutos da OAB, que é independente em relação ao Estado e não pode se tornar refém das vontades dos governantes.

Comentários encerrados em 08/08/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.