Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Interesse Social

Acordo permitirá construção de 1,5 mil casas em SP

Um acordo permitirá a construção de 1,5 mil moradias dentro do Programa Habitação de Interesse Social (HIS) em São Paulo. A decisão foi fruto de acerto entre o presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, desembargador federal Newton De Lucca, a superintendente do Patrimônio da União em São Paulo, Ana Lucia dos Anjos, o secretário municipal de Habitação de São Paulo, José Floriano de Azevedo, e o superintende regional da Polícia Federal em São Paulo, o delegado Roberto Ciciliati Troncon Filho, e também permitirá melhorias em instalações da Justiça Federal da 3ª Região e da Polícia Federal.

Durante a reunião, ficou decidido que um depósito do TRF-3 na Avenida Presidente Wilson, no Ipiranga, será movido para um imóvel atualmente ocupado pela Polícia Federal na Avenida Santa Marina, na região da Barra Funda. Para isso, a Polícia Federal irá armazenar bens apreendidos que ficavam no imóvel em um galpão da União localizado em Barueri.

O secretário de Habitação de São Paulo também participou da audiência. “Desde o começo do nosso mandato estamos procurando o Patrimônio da União, porque sabíamos que existiam essas áreas que poderiam ser aproveitadas para a habitação social”, destacou José Floriano.

O delegado Roberto Troncon disse que a Polícia Federal concordou com as mudanças. “Consolidamos um projeto da SPU antigo com a decisiva participação do presidente do TRF-3, Newton De Lucca, e a nossa participação pela Polícia Federal”, salientou.

Também participaram da reunião a desembargadora federal Marisa Santos, as juízas federais Leila Paiva Morrison e Noemi Martins, em auxílio à presidência do TRF3, e o diretor geral do TRF3, Amelino Rabelo Custódio. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-3.

Revista Consultor Jurídico, 31 de agosto de 2013, 18h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/09/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.