Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nota de falecimento

Morre o advogado Franco Querendo, de Mato Grosso

O advogado Franco Ribeiro Querendo, de 38 anos, morreu nesta quinta-feira (7/6). Ele foi vítima de um acidente de trânsito ocorrido em estrada próxima da cidade de Paranatinga (MT). Ele era vice-presidente da Comissão de Segurança Pública na Ordem dos Advogados do Brasil do Mato Grosso. As informações são do site MidiaJur.

Ele viajava com outros dois advogados em uma estrada não pavimentada, quando furou um dos pneus da caminhonete que ocupavam. Em seguida, entrou embaixo do veículo para tentar tirar o pneu estepe, parafusado na parte traseira, mas, como estava difícil de soltá-lo, pediu aos outros dois que procurassem uma pedra ou pedaço de pau para facilitar na tarefa. Foi nesse momento que um caminhão, de grande porte, bateu violentamente contra a traseira do carro.

Os advogados viram o caminhão se aproximando e tentaram alertar Querendo. Em vão. Ferido, foi levado a Paraninga, onde recebeu os primeiros socorros, mas, minutos depois, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em nota oficial, senador Pedro Taques (PDT-MT) lamentou a morte de Querendo, que era filiado ao partido. “Em nome da direção do PDT em Mato Grosso, o senador Pedro Taques expressa profundo pesar pelo falecimento do advogado Franco Ribeiro Querendo”, diz o texto. “Filiado ao PDT desde 21 de junho de 1994, Franco integrou a Comissão Executiva de Cuiabá e também a Comissão Executiva Estadual, onde deu suas relevantes contribuições para o crescimento da legenda.”

Taques afirmou que “solidariza-se com a dor dos familiares, amigos e de todos os colegas que conviveram profissionalmente com o advogado e militante”.

Querendo, que também era professor universitário e articulista, deixa mulher e uma filha. Ele será velado na Capela Jardins, em Cuiabá. 

Revista Consultor Jurídico, 8 de junho de 2012, 12h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.