Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pedido da Câmara

Lewandowski nega acesso a inquérito de Demóstenes

Em razão da tramitação em segredo de Justiça do Inquérito 3.430, contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), o ministro Ricardo Lewandowski, relator do caso, negou pedido de cópia dos autos feito pelo presidente da Câmara Federal, deputado Marco Maia (PT-RS).

A decisão do relator admite, porém, a apresentação e a análise de novo pedido no mesmo sentido, caso a Câmara instaure procedimento formal para apurar os mesmos fatos investigados nesse inquérito.

Segundo o ofício encaminhado por Maia ao STF, a solicitação de cópia do processo, “com o objetivo de investigar fatos atribuídos a Carlos Augusto Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, em associação com deputados federais”, visava a possível criação de Comissão Parlamentar de Inquérito “destinada a investigar os mesmos fatos” na Câmara dos Deputados. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Revista Consultor Jurídico, 12 de abril de 2012, 5h46

Comentários de leitores

4 comentários

Já começaram a preparar a massa da pizza

. (Professor Universitário - Criminal)

Na republiqueta das bananas, em que o STF julga (estupidamente) com base em NORMAS e não em FATOS, já se sabe de antemão que o senador (que antes era Procurador de Justiça), não será condenado porque o STF vai dizer que "as provas foram obtidas por meio ilícito". Alguém duvida ???????

Impossível

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

O maior problema de 'passar a limpo o país' é que não há sequer 'panos' para isso; foram furtados.

Rapidamente com os outros

Valterci Sales Lima (Administrador)

Tudo aconteceu rapidamente, denúncias na imprensa contra o senador Demóstenes por envolvimento com o bicheiro: publicação de trechos da gravação; providências urgentes tomadas por um ministro do STF autorizando investigação; depois quebra do sigilo bancário; pressão para expulsão do partido; atualmente está sem partido.
De político linha dura e homem sério, moralista e terror dos corruptos, passou a ser um deles, já foi punido antecipadamente pelos próprios companheiros de partido quando não o defenderam e não esperaram o resultado das investigações e imediatamente se mobilizarão para expulsá-lo, conforme publicação através da imprensa.
Não entro no mérito da questão, se culpado tem que ser punido de forma exemplar. Senhores deputados e senadores, façam a sua parte em defesa do cidadão brasileiro, que já não acredita mais nos poderes: executivo; legislativo e principalmente no judiciário). Deixem o medo e a covardia de lado, comecem pelo judiciário elaborando e votando projetos que acabem com as regalias, os privilégios do judiciário, e também as suas que afrontam a sociedade brasileira, se vocês tem medo imaginem o simples e humilde cidadão.
Vejam como rapidinho a justiça autoriza investigação e quebra de sigilo bancário, agilidade que não faz com o lado apodrecido do judiciário (juízes corruptos), que são defendidos pelo corporativismo e entidades de classes ligadas ao judiciário
Hoje a bola da vez é o senador Demóstenes amanhã poderá ser um de vocês, exijam a investigação e publicação integral da gravação é hora de passar o país a limpo.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 20/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.