Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Troca de comando

Rio Grande do Sul tem novo defensor público-geral

O governador Tarso Genro nomeou Nilton Leonel Arnecke Maria como o novo defensor público-geral do Rio Grande do Sul para o biênio 2012/2014. O ato de nomeação foi publicado no Diário Oficial de segunda-feira (2/4). Arnecke, atual subdefensor público-geral do Estado, foi o mais votado da lista tríplice na eleição para a chefia do órgão, no último dia 16 de março, quando recebeu 212 votos dos 301.

Nilton Leonel Arnecke Maria, 38 anos, iniciou sua carreira jurídica após ingresso, mediante concurso público, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), onde exerceu suas funções perante a Secretaria de Administração e o Gabinete da Presidência, no período de 1994 a 2002. Foi aprovado no I Concurso para a Carreira da Defensoria Pública, sendo inicialmente designado, no ano de 2002, para atuar nas comarcas de Canoas, Novo Hamburgo e São Sebastião do Caí. Em seguida, classificou-se em Rosário do Sul.

Em 2003, removeu-se para Estrela, inaugurando o atendimento em Teutônia, onde atuava por deslocamento. Nesse período, por sua gestão, ocorreu a doação do primeiro imóvel destinado à construção de sede para a Defensoria Pública. Em 2004, removeu-se para São Leopoldo. Atuou, ainda, por designação excepcional, perante a 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado. Foi vice-presidente eleito da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Adpergs) de 2005 a 2007.

No biênio 2008-2009, foi coordenador da Regional I da Defensoria Pública do Estado, tendo sob sua gestão a Comarca de Porto Alegre. Desde 2010, exerce a função de subdefensor público-geral do Estado. Candidatou-se, pela primeira vez, ao cargo de defensor público-geral na eleição de 2010, tendo sido também o candidato mais votado pela classe. Com informações da Assessoria de Imprensa da DPE-RS.

 

Revista Consultor Jurídico, 3 de abril de 2012, 11h41

Comentários de leitores

2 comentários

Analucia/Daniel

Diogo Bento Serafim (Advogado Sócio de Escritório)

A Sociedade vota pra PGJ? Pra Ministro? Presidente de Tribunal?
Vcs não cansam de falar besteira aqui? Duvido que sejam bacharel em direito como alegam

E o carente não vota,nem pode ser votado......

analucia (Bacharel - Família)

só no Brasil para existir algo assim mesmo !!
Defender as mulheres, mas o órgão seria controlado por homens.....

Comentários encerrados em 11/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.